05/02/2019

Três homens são presos por suspeita de participação na morte de morador de rua em Parnaíba

Samuel Moura Silva, 34 anos, foi morto com um disparo de arma de fogo, na noite do dia 14 de dezembro de 2018. Segundo a polícia, ele tinha problemas mentais e era usuário de drogas.

Suspeitos de matar morador de rua são presos no Norte do Piauí — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Três homens suspeitos de participação na morte do morador de rua Samuel Moura Silva, 34 anos, foram presos na tarde desta segunda-feira (4) no município de Parnaíba, Litoral do Piauí. De acordo com a Polícia Civil, Marcos Antônio Aguiar Galeno, 34 anos, Carlos Antônio Mendes Pereira, 41 anos, e Leonardo José do Nascimento Ferreira, 28 anos, cometeram o crime na noite do dia 14 de dezembro de 2018.

“O Marcos trabalhava como vigilante na rodoviária de Parnaíba e tinha uma rixa com a vítima, que tinha problemas mentais, era usuário de drogas e consumia bebida alcoólica. Na noite do crime, eles se desentenderam”, informou o delegado Eduardo Aquino, coordenador da Delegacia de Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio de Parnaíba (DHTL).

Segundo a investigação, a vítima costumava criar problemas no local ao chutar tambores de lixo, incomodar passageiros e sujar propositadamente os banheiros. “Samuel foi colocado para fora de um estabelecimento por Marcos Antônio e depois retornou ao local, em revanche, com pedras para arremessar nele, que correu do local”, contou o delegado Aquino.

Momentos depois o vigilante teria, juntamente com os outros dois suspeitos, procurado a vítima para tomar satisfações. Câmeras de segurança identificadas pela equipe de investigação da polícia registraram o crime. “Após sofrer a tentativa de agressão com pedras, o vigilante e os outros dois envolvidos foram procurar o morador de rua com intuito de matá-lo”, disse o delegado ao G1.

As imagens mostram o momento em que três indivíduos em duas motocicletas chegam e se aproximam da vítima. Uma pessoa desce do veículo e efetua um disparo contra Samuel Moura, sobe na moto e foge do local em seguida. O disparo atingiu o morador de rua na região do tórax e causou sua morte.

Preventiva
Com a prisão preventiva dos suspeitos, a Polícia Civil passa a ter o prazo de 10 dias para concluir as investigações. Conforme o delegado Eduardo Aquino, novas acareações serão feitas para apurar contradições existentes nos depoimentos dos suspeitos, para que não restem dúvidas quanto à conduta de cada envolvido no crime.

“Quanto à autoria do crime, no entanto, não há qualquer dúvida de que foram esses indivíduos presos preventivamente”, finalizou o delegado.

Fonte: G1/PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing