01/12/2018

Policial pode ter sido autor de tiro que matou pedreiro em bar

(Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com)

Um soldado da PM pode ter sido o autor dos disparos que matou o pedreiro Onésio Lima de Oliveira alvejado a tiros em um bar no bairro Cidade Jardim, na zona Leste de Teresina. Entre as linhas de investigação estava a tese de latrocínio (roubo seguido de morte), mas as investigações do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) apontaram que o crime foi um homicídio. 

Francisco Costa, o Baretta, coordenador do DHPP, explica que está sendo apurado se o tiro que matou a vítima foi efetuado por um PM à paisana ou pelos criminosos que praticaram o arrastão no bar onde ocorreu o crime. 

"O PM estava em um casamento próximo ao bar onde bandidos invadiram e fizeram o arrastão. Ele foi ao local e houve um confronto. Lá houve troca de tiros que acabaram por atingir o Onésio. Estamos tentando dirimir se o tiro partiu da arma do PM ou de algum dos bandidos", explica Baretta. 

O soldado teria tentado impedir o assalto. Contudo, o DHPP apura se houve excesso na conduta de uma possível legítima defesa, que se confirmado, não vai exclui a responsabilidade do PM. 

"Temos depoimentos, testemunhas oculares. Se tiver sido disparado pelo PM, vamos ver se caracteriza uma legítima defesa ou se houve um excesso culposo", reitera o delegado.

O crime ocorreu no último dia (25). O assalto foi praticado por três suspeitos encapuzados que já foram identificados. O PM ainda não se apresentou na delegacia. 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing