22/11/2018

Homem é preso suspeito de integrar quadrilha especializada em roubo de cargas de celulares

Polícia investiga quadrilha especializada em assaltar caminhões carregados de celulares em Teresina. Suspeito foi preso com carro usado em assalto, arma de fogo, máscaras e até peruca.

Homem é preso suspeito de participar de quadrilha especializada em roubos de cargas de celulares em Teresina — Foto: Divulgação/Polinter

Um homem foi preso suspeito de participar de integrar uma quadrilha especializada em cometer assaltos contra cargas de aparelhos celulares. Jonatas Sales Santos, de acordo com a investigação da Polinter, teria participado de pelo menos três roubos de carga. Os crimes aconteceram em Teresina, entre maio e outubro de 2018.

De acordo com o delegado Ewerton Férrer, a prisão de Jonatas Sales Santos é fruto de nove meses de investigação, que começou após um assalto no mês de maio, em Teresina. O suspeito foi localizado na cidade de Altos. O delegado contou que Jonatas tentou fugir dos policiais correndo, mas foi capturado nesta quarta-feira (21).

Em uma busca na casa do suspeito, os policiais apreenderam duas armas de fogo, diversas munições e equipamentos que poderiam ser utilizados nos assaltos, como luvas, máscaras e até perucas.

“Eles são um pessoal bem organizado. Não duvido que estivessem prontos para fazer outra ação”, comentou o delegado Ewerton. No local foi apreendido ainda um automóvel, que a Polícia acredita ter sido usado em um dos crimes.

A investigação da Polinter apontou que Jonatas Sales participou de três crimes de roubos de cargas de celulares dentro de Teresina em 2018. Os carregamentos foram interceptados pela quadrilha quando eram transportado das distribuidoras para as lojas.

O primeiro crime aconteceu em maio, na Avenida Valter Alencar, na Zona Sul de Teresina. O delegado Ewerton contou que os criminosos agem com discrição durante os assaltos. Outros dois crimes foram cometidos no portão de um supermercado e na entrada de produtos de um shopping de Teresina.

“Eles chegam armados de forma muito discreta. Você pensa que não está acontecendo nada, que são funcionários da empresa mesmo, retiram a carga de dentro da van e colocam em um carro”, disse o delegado.

A partir da prisão de Jonatas, o delegado espera que a investigação avance sobre outros membros da organização criminosa, além pessoas envolvidas na venda e na compra dos produtos roubados. “Ele é a ponta do iceberg. A gente precisava pegar pelo menos um por que precisava dar um freio nas ações deles”, disse o delegado Ewerton Férrer.

Fonte:  G1/PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing