16/10/2018

Suspeito de matar bebê de 5 meses e enteado de 11 anos é transferido para presídio

Em depoimento, mãe afirma que padrasto matou a menina de cinco meses e o menino de 11. Exame pericial revelou que menina sofria violência sexual por parte do padrasto.

Bebê faleceu de insuficiência respiratória no Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano — Foto: Portal Cidade Luz

O homem suspeito de ter matado duas crianças, uma menina de cinco meses e um menino de 11 anos, em Brejo do Piauí teve a prisão em flagrante convertida em preventiva nesta segunda-feira (15) e foi transferido para a penitenciária do município de São Raimundo Nonato. Um exame pericial revelou que a menina de cinco meses sofria violência sexual.

A mãe das duas crianças assassinadas foi ouvida pela Polícia Civil nesta segunda-feira (15). Segundo o delegado Yan, ela contou que foi surpreendida durante a noite de sábado (13) com a briga entre o menino e o padrasto. A mãe afirmou que o menino de 11 anos foi estrangulado depois que atacou o padrasto na tentativa de defender a irmã.

“A mãe contou que estava deitada, e quando acordou, o companheiro havia jogado a bebê no chão, e estava agindo como se fizesse massagem cardíaca no peito da criancinha. Quando o rapaz maiorzinho levantou e foi para cima do suspeito, ele teria estrangulado o garoto, atacado ele com um pedaço de cano”, contou o delegado.

Ainda de acordo com o depoimento da mãe, o suspeito trancou as portas da casa depois que o menino estava morto, impedindo que ela fosse imediatamente buscar ajuda para a bebê. Ela conseguiu escapar por uma janela pequena e pediu a ajuda de vizinhos, que a ajudaram a abrir a casa e resgatar a criança.

Investigação
Segundo a investigação, o suspeito preso teria matado Kaio de Sousa Santos, de 11 anos, por que o menino teria descoberto os crimes sexuais que o padrasto teria cometido contra a menina Maria Vitória Veras dos Santos, de cinco meses. O padrasto teria cometido o homicídio para ocultar o crime de estupro de vulnerável.

Em depoimento à Polícia, o suspeito identificado como Danilo dos Santos, de 29 anos, acusou o menino de ter agredido a criança, e afirmou que o teria estrangulado por que ele estaria “sob uma manifestação de espíritos”.

"A mãe das crianças disse que o Danilo era extremamente ciumento com a neném, e que achava estranho alguns comportamentos dele. O exame sexológico na criança constatou vestígios de violencia sexual", disse o delegado.

Maria Vitória Veras dos Santos, de cinco meses, morreu ao meio-dia desta segunda-feira (15), devido aos graves traumas decorrentes de agressão e sinais de violência sexual. A menina teve perfuração de pulmão e morreu em decorrência de uma insuficiência respiratória.

Fonte: G1/PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing