03/09/2018

Três são presos suspeitos de matar professor em Inhuma e tentar trocar carro por drogas

Suspeitos foram presos no município de Inhuma, e veículo da vítima encontrado próximo a um ponto de venda de drogas em Picos.

Professor foi esfaqueado e corpo deixado em estrada de terra próximo à BR 316, em Inhuma. (Foto: Reprodução/ Facebook)

Três homens foram presos pela Polícia Militar entre a noite de domingo (2) e a manhã desta segunda-feira (3) suspeitos de matar a facadas o professor e funcionário público Reginaldo Gonçalves Moura, de 49 anos, no município de Inhuma. Para a Polícia Civil, trata-se de um crime de latrocínio: roubo seguido de morte.


De acordo com o capitão Antônio Santos, comandante da PM da região, um dos suspeitos foi localizado ainda na noite de domingo, e após ser preso deu informações que levaram os policiais até os outros dois. Todos foram presos na cidade de Inhuma.

O automóvel da vítima foi encontrado na cidade de Picos, a 72 km de Inhuma. Segundo o capitão Santos, os suspeitos teriam tentando trocar o veículo por drogas em um ponto de venda de entorpecentes na cidade. “Quando o cara da 'boca de fumo' percebeu que o carro tinha sido roubado nessas circunstâncias, recusou logo, e eles abandonaram o carro próximo da boca de fumo”, contou o capitão.

O corpo de Reginaldo Gonçalves foi encontrado em uma estrada de terra a apenas alguns metros do local onde acontecia uma festa, último lugar onde a vítima foi vista. De acordo com o capitão Santos, os três suspeitos foram vistos na mesma festa. “O local da festa e o local onde o corpo foi encontrado ficam separados apenas pela BR-316”, explicou o capitão.

O delegado Maicon Braga disse que o crime tem características de latrocínio. “Levaram o carro da vítima, carteira e celular. Agora vamos procurar saber as circunstâncias em que isso aconteceu, como ele foi levado até o local do crime”, disse. Os suspeitos foram identificados como Robson Sobrinho Silva, Carlos Batista Dias e Rafael dos Santos Lima.

Segundo o delegado, a vítima foi assassinada com um profundo corte na garganta, feito no local onde o corpo foi encontrado. “Foi um crime cruel. Parecem ter jogado ele do carro, o corpo estava coberto de terra”, disse o delegado Maicon. Os suspeitos serão ouvidos e a Polícia Civil tem trinta dias para concluir o inquérito policial.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google