09/07/2018

Vídeo mostra primos e carro envolvidos em tentativa de sequestro no Piauí



A câmera de segurança de um estabelecimento comercial, na avenida Odilon Araújo, onde os primos passavam, registrou o momento que as crianças passaram na rua e depois o Siena preto seguindo pela avenida e dobrando pela rua Valdemar Napoleão, onde as vítimas passavam. A via dá acesso a garagem do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). 


Os primos foram socorridos pelo vigilante do prédio público que ainda chegou a visualizar o carro do suposto sequestrador. Ele conta que foi surpreendido pelo grito das vítimas. 

"Quando voltei do almoço, avistei as duas crianças na guarita tentando se abrigar. Gritei e perguntei o que era, pois suspeitava de uma assalto. Peguei a arma, o colete e fui para fora e me deparei com um Siena preto retornando. Mas quando a pessoa do carro me avistou, voltou queimando pneu", disse o vigilante.

Ele conta que a rua estava isolada e acredita que não se tratava de assalto. 

"Não era assalto. Eles estavam sem nada, só com a mochila seca e eram duas crianças. Eles ficaram apavorados gritando. Daí liguei para a mãe deles. Aparentemente eles iam ser sequestrados", relatou o vigilante.

Matéria original
A Polícia Civil investiga uma tentativa de sequestro de uma criança e uma adolescente na rua Valdemar Napoleão, localizada próximo ao Incra, no bairro Piçarra, zona Sul de Teresina. O menino de 12 anos e a garota de 14 anos, que são primos, seguiam para escola quando foram supostamente abordados por um veículo da cor preta, no início da tarde da última quinta-feira (05). 

As informações foram repassadas pelo chefe de investigação do 6º Distrito Policial, Joatan Gonçalves, que informou que a família fez um boletim de ocorrência. 

“Os dois são primos e estavam indo para escola quando um carro preto, um Siena tentou botá-los dentro do carro. Eles foram salvos pelo vigilante do Incra, que chegou a sacar arma, quando ouviu os gritos de socorro”, afirmou o agente de polícia. 

Joatan disse ainda que vai encaminhar o caso para a Delegacia de Proteção ao Menor. “Como se trata de menor vítima vamos repassar através de ofício o caso para a delegacia especializada”, informou.


Chefe de investigação do 6º DP Joatan Gonçalves 

Caroline Oliveira e Graciane Sousa
carolineoliveira@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google