01/07/2018

Suspeitos de assalto a carro-forte são presos durante troca de tiros com a polícia

Cinco foram presos e pelo menos três suspeitos conseguiram fugir, sendo que dois deles estariam feridos. Quadrilha explodiu carro-forte durante assalto na BR-407, em Jaicós.

Material apreendido na casa onde suspeitos estavam (Foto: Divulgação/Polícia Militar do Piauí)

Cinco suspeitos de assalto a carro-forte na BR-407, em Jaicós, foram presos nessa sexta-feira (30) durante troca de tiros com policiais na zona rural de Francisco Santos, Sul do Piauí. Segundo a Polícia Militar, pelo menos três integrantes da quadrilha conseguiram fugir pela mata e dois deles estariam feridos.


"Eles estavam escondidos em uma casa numa região isolada, conhecida como Terra do Maurição. No local foi encontrado armas, bloqueadores de sinal de celulares, aparelhos telefônicos, rádio comunicadores e dois carros, sendo que um deles foi encontrado escondido na mata e era roubado", contou o major Fêlix.

O comandante do 4° BPM de Picos, coronel Edwaldo Viana, informou que o sítio em que os homens foram localizados pertence a uma pessoa identificada como 'Maurição', que segundo informações colhidas, trabalha com explosivos e estaria preso no Ceará.

Conforme a polícia, pelo menos três carros foram utilizados no assalto. Um dos veículos foi abandonado em uma estrada carroçal de Campo Grande e em seguida incendiado. Enquanto os outros foram colocados em pontos estratégicos para a fuga dos criminosos.

Carro-forte foi assaltado na BR 407, a 10 km de Jaicós. (Foto: Cidades da Net)

Apenas o suspeito identificado como sendo cearense, da cidade de Baturité, ficou preso. A suspeita é que ele faria roubo de carga. Os outros quatro detidos foram liberados, por não ficar comprovada participação no roubo do carro-forte. O caso será investigado pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

Ainda durante as diligências, as polícias do Ceará e Pernambuco foram acionadas e fecharam as divisas com o Piauí. De acordo com Eduardo Pinheiro, presidente do Sindicato dos Vigilantes do Transporte e Segurança de Valores do Piauí (Sindvalores), os quatro vigilantes estavam no carro-forte, que foi explodido.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing