31/07/2018

Acusado de matar dono de academia é preso no Piauí

Leandro Rodrigues já possui 10 passagens pela polícia

Dono da academia Medley, Marcelo Henrique Amorim (Crédito: Divulgação)

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa - DHPP comunicou nesta segunda-feira (30) a prisão de Leandro Rodrigues de Sousa, de 21 anos, acusado de matar o proprietário da Medley Academia, Marcelo Henrique Amorim da Silva, assassinado durante assalto no dia 09 de julho deste ano, na avenida Gil Martins, no bairro Tabuleta, zona Sul de Teresina. 


De acordo com informações passadas pela equipe de investigação do DHPP, Leandro Rodrigues já possui 10 passagens pela polícia e confessou o crime contra o empresário. 

“É um indivíduo que desde da adolescência vem praticando atos infracionais, um deles de maior gravidade que tirou a vida de um cidadão há 5 anos atrás com os mesmos modos operantes, por esse crime ele chegou a ser recolhido foi condenado perante a 2º Vara da Infância e da Juventude e conseguiu cumprir e ter a liberdade. Entre a menor e a maior idade ele praticou outros crimes, um deles de roubo e foi condenado à 6 anos de prisão. Devido a pena ele teve o direito de regime semi-aberto na Major Cesar, ficou foragido, neste meio tempo ele foi apreendido para cumprir o restante da medida socioeducativa e devido um erro de comunicação ele saíu novamente e nesse meio tempo ele cometeu o crime.” contou o delegado do DHPP, Robert Lavor. 

O acusado tem tatuado no braço esquedo o número 121, referente ao artigo 121, do código penal brasileiro correspondendo ao crime de homicídio.

Leandro foi preso no dia 21 de julho ao ser abordado com uma motocicleta roubada em um baile de reggae, no bairro Satélite, zona Leste da capital. Durante a ação dos policiais, o acusado se apresentou usando o nome do irmão, mas teve a verdadeira identidade revelada no dia seguinte. 

“Ele deu o nome do irmão que tem a ficha limpa e chegou a ser autuado com esse nome, mas na audiência de custodia através dos outros meios que lá dispõe foi detectado que não era o irmão e sim ele e dentro do sistema já havia um mandado de prisão pelo assalto ao posto de combustível.” Disse Robert Lavor.

A polícia encontrou a casa do suspeito e a família confirmou que ele era o autor do crime. Ainda disseram à polícia que ele continuaria praticando crimes se ficasse solto.

O crime
Marcelo Henrique Amorim foi atingido com um tiro no rosto por volta das 16h30 de segunda-feira (09) após suposta reação durante assalto no momento em que chegava ao seu estabelecimento, academia Medley, localizada na Avenida Gil Martins, zona Sul de Teresina. O criminoso, ainda não identificado, fugiu no carro da vítima que foi achado incendiado. 



Após ser alvejado, Marcelo Henrique foi levado no carro dos funcionários da academia Medley para o Hospital de Urgências de Teresina (HUT), mas não resistiu e morreu dentro do veículo sendo encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML).

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google