12/05/2018

Professores relatam dois meses de salario atrasado no Piauí

Profissionais contratados como substitutos alegam receber pagamentos menores que o salário mínimo. Governo do estado confirma débito e diz que valor será quitado.

Secretaria de Educação do Piauí informou que pagamento será realizado (Foto: Gustavo Almeida/G1)

Professores da rede estadual de ensino que trabalham como substitutos contaram que atualmente estão com dois meses de salários atrasados. Os profissionais foram contratados através de testes seletivos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e alegam que recebem menos que o salário mínimo. O governo do Piauí informou que até o fim de maio o débito será quitado.


De acordo com o professor João Aguiar, que trabalha em Esperantina, o pagamento dos professores está com dois meses atrasados. “A gente não recebeu fevereiro, não recebeu março e tem uma promessa para receber no final de maio depois da folha de maio. A previsão é de receber fevereiro. A folha de abril nem todos receberam”, explicou o professor substituto.

João Aguiar contou que os professores substitutos trabalham 20 horas e recebem menos da metade do Piso Nacional dos Professores, estabelecido para professores que trabalham 40 horas. “Fizeram uma promessa que o professor celetista de 20 horas deve ganhar abaixo do professor efetivo, mas não menos que a metade do piso. A luta é também por pagar metade do piso, que muitos estados já pagam”, relatou o professor.

Professores alegam receber menos que o salário mínimo
Aguiar contou que em Esperantina poucos professores celetistas tem condições de ir para sala de aula pela falta de pagamento. “Poucos professores estão indo para as escolas e os que vão ficam na sala d os professores. Estamos enfrentando um prejuízo enorme por vamos receber atrasado e pagar as contas também com atrasos. É uma situação insustentável”, explicou.

Em Parnaíba a situação dos professores celetistas se repete. O professor Ewerton Vieira afirmou que os substitutos recebem menos que o salário mínimo. “O Maranhão paga ao professor contratado R$ 1223. Aqui no Piauí é pago apenas R$ 870. Recebemos menos que o mínimo”, comentou o professor acrescentando que está com dois meses de salário atrasados.

Secretaria alega que pagamentos serão realizados
Por meio de nota a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informou que os pagamentos serão providenciados e que o pagamento dos substitutos obedece a valores estabelecidos em edital. O governo informou ainda que os pagamentos tem descontos que se refletem no salário líquido.

Leia a nota completa da Seduc
A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que os pagamentos dos meses de fevereiro e março dos professores substitutos já estão sendo providenciados, por meio de uma folha suplementar, e que até o final do mês de maio o valor será debitado.

A secretaria informa ainda que o piso nacional é adotado para o pagamento dos professores efetivos. Já os substitutos recebem remuneração conforme valor especificado em edital. O valor da remuneração bruta de um professor substituto 20h equivale a um salário mínimo de onde são descontados INSS e auxílio transporte, contribuições que refletem no valor do salário líquido.

Fonte: G1PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing