17/11/2022

PF deflagra operação por desvios de recursos e cumpre mandados em Teresina

A operação consiste no cumprimento de 20 mandados de busca e apreensão em Teresina e em várias cidades do Maranhão.

Operação investiga desvio de recursos em Pedreiras - Foto: Divulgação/PF

Nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 17 de novembro, a Polícia Federal deflagrou a ‘Operação Arrivismo’, com objetivo de combater uma organização criminosa que utilizou de dispensa de licitação para direcionar a contratação de empresa para fornecimento de material hospitalar durante a pandemia na cidade de Pedreiras, no Maranhão.

A operação consiste no cumprimento de 20 mandados de busca e apreensão nos municípios de Teresina (PI), Pedreiras (MA), São Luís (MA), Bacabal (MA), Timon (MA), além de afastamento de sigilos telefônico, telemático e bancário, bloqueio de bens dos envolvidos e impedimento de licitar e contratar com a administração pública.

As investigações tiveram início a partir do conhecimento, pela CGU, de relatório da Central de Operações Estaduais da Secretaria-Adjunta da Fazenda do Estado do Maranhão que apontava indícios de que empresa sem capacidade operacional teria sido contratada pelo município de Pedreiras para fornecimento de material hospitalar.

A CGU analisou o processo de contratação da empresa, que ocorreu por dispensa de licitação, e verificou que os valores unitários oferecidos na pesquisa preliminar de preços pelas empresas consultadas guardavam correlação exata (proporção) em relação aos valores unitários apresentados pela contratada, o que é indício de conluio e de simulação de pesquisa de preço.

No decorrer das investigações verificou-se, ainda, a existência de relação de parentesco entre sócios das empresas que participaram da pesquisa preliminar de preços e a existência de fluxo financeiro entre essas empresas e a contratada.

Também foram analisados os valores mais relevantes dos produtos contidos nas Notas Fiscais Eletrônicas (NFes) emitidas pela empresa à prefeitura de Pedreiras (MA), tendo sido identificado indícios de venda sem estoque para avental, ventilador eletrônico e máscara tripla, além de sobrepreço na venda de máscara N95.

O município de Pedreiras (MA) recebeu em 2020, para enfrentamento da pandemia de Covid-19, recursos que totalizaram R$ 8.434.820,69, montante que compõe os valores do Fundo Municipal de Saúde. Com a compra de produtos que não foram entregues ou que foram adquiridos com sobrepreço, a população do município sofreu com a escassez de material para suprir suas necessidades durante a pandemia.

O trabalho envolve a participação de quatro auditores da CGU e de 66 policiais federais.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing