22/11/2022

Diogo Monteiro fala sobre o processo de criação literária em Teresina

Vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2021, o escritor participou de um bate-papo literário no Sesc Cajuína


O jornalista pernambucano Diogo Monteiro esteve em Teresina nessa segunda-feira (21) para participar de um bate-papo literário promovido pelo Sesc Cajuína, na Zona Leste da capital. Vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2021 com a coletânea de contos “O que a casa criou”, o escritor falou aos presentes sobre criação literária e suas referências.

“O livro ‘O que a casa criou’ é uma coletânea de vários contos, e estava engavetado há alguns anos. Até então somente familiares próximos tinham acesso ao que escrevia fora da redação. O texto do livro ainda teve que ser alterado para que fosse publicado, mas não imaginava o sucesso. Minha meta é continuar escrevendo e, através da minha escrita, poder repassar um pouco da minha perspectiva aos leitores, pois não existe livro sem leitor”, frisa o Diogo, que atua com pesquisa de opinião e estratégia.


Ao ser questionado se tinha algum conto preferido, o autor respondeu que em especial tinham dois, um que deu o nome ao livro “ O que a casa criou” e outro “O Presente”, que fala de uma vidente que prevê o futuro e lê a mão. O escritor confessa que chegou até a sonhar com esse caso, que virou um conto do seu livro.

Diogo Monteiro também escreveu o livro Relógio de Sol, uma narrativa infantil escrita em versos, em que trata de temas como isolamento, solidão, memória, identidade e fé. O jornalista se inspirou quando esteve em Brasília, em que um parque tinha um relógio parado que fica ao relento, a partir desta perspectiva escreveu a história.

AsCom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing