14/10/2022

No Piauí, Michelle Bolsonaro diz que eleição é da "luz contra esse partido das trevas"

Foto: Renato Andrade/Cidadeverde.com

Em seu discurso em Teresina, a primeira-dama Michelle Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (14) que o comunismo vem fechando igrejas e destruindo imagens. Ao lado da senadora eleita, Damares Alves (Republicanos), a primeira-dama afirmou que os sábios se inclinam para a direita e os tolos para a esquerda.

Durante toda a sua fala, para milhares de mulheres no buffet Elite Eventos, no bairro Fátima, Michelle tentou mostrar uma imagem de Bolsonaro que respeita as mulheres e que adota políticas para o sexo feminino.

Segundo ela, Bolsonaro é regido de “sendo de justiça um homem de respeito, digno e que respeita as mulheres”.

Ao iniciar seu discurso, ela cumprimentou o ministro Chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, como “meu chefe” e pediu que as mulheres presentes busquem votos para Bolsonaro no segundo turno das eleições e disse que é uma luta do bem contra o mal.

“Não é pelo candidato é uma ideologia do bem contra o mal, uma ideologia da luz contra esse partido das trevas que só destrói”, disse.

Michelle disse que “vivemos um momento sensível” e classifica o inimigo como de esquerda.

“Parem e olhem o que está acontecendo na América Latina. Bolsonaro já abriu as portas do Brasil para padres e feiras perseguidas na Nicarágua. Já aconteceu no nosso Brasil as igrejas fechadas, imagens sendo destruídas é isso que o comunismo faz, é isso que o comunismo tem feito, desrespeitado a nossa fé, querendo invadir a nossa família com ideologia malignas e não permitiremos”.

Ela disse ainda que Lula promete picanha, mas não conseguiu levar o básico para a população.

“A Bíblia ainda diz que os sábios se inclinam para a direita e os tolos para a esquerda. Mas, ainda há tempo da gente recuperar esses que estão perdidos”.

Escalada para aproximar Bolsonaro do eleitorado feminino no Nordeste, Michelle passou a maior parte do discurso elogiando o marido. Segundo ela, o presidente é um homem regido por princípios, valores cristãos, é “respeitador”, “digno” e “honesto”.

“Todos os estigmas, os rótulos estão caindo por terra quando falava que o presidente Jair Bolsonaro não gosta de mulheres, por alguma fala, mas ele já pediu perdão. É um homem de 67 anos, de uma outra geração, de uma educação diferente, militar. E todos estamos sujeitos a melhorar e evoluímos na vida”.

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing