29/06/2022

Sobe o número de mortes violentas e estupros de vulneráveis no Piauí, aponta Anuário de Segurança Pública

Os dados foram divulgados pelo 16º Anuário Brasileiro de Segurança Pública nessa terça-feira (28). Também houve o aumento no número de denúncias de estelionato e injúria racial.

Sobe o número de mortes violentas e estupros de vulnerável no Piauí, aponta Anuário de Segurança Pública — Foto: Naftaly Nascimento/ G1 PI

O Piauí registrou um aumento de 10,3% mortes violentas, de 39,2% de roubos e furtos de celulares e de 17,7% de estupros de vulnerável entre 2020 e 2021, segundo o 16º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nessa terça-feira (28).

Foram registradas no estado, conforme o anuário, 782 mortes violentas intencionais em 2021. Em 2020, foram 707. Conforme adiantou o Monitor da Violência, uma parceria do g1 com o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV-USP) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Piauí teve o 3º maior crescimento de crimes violentos no país no ano passado, ficando atrás somente do Amazonas e Amapá.

A Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) informou em janeiro deste ano que os números de 2021 representam a maior quantidade de mortes violentas intencionais dos últimos sete anos.

O de mortes decorrentes de Intervenções policiais em serviço e fora de serviço também subiu: 29 para 34. Já os números de latrocínio e lesão corporal seguida de morte permaneceram praticamente os mesmos nos últimos dois anos.

Outros crimes como roubos e furtos de aparelhos celulares e estelionato também apresentaram um aumento. No estado, foram registrados 16.014 roubos e furtos de aparelhos celulares em 2020 e 19.279 em 2021. Já as denúncias de estelionato subiram de 9.437 para quase 13 mil.

Racismo e crimes contra LGBTQIA+

Racismo — Foto: Divulgação PMS

No estado, houve também o crescimento de denúncias de racismo e injúria racial de 2020 para 2021. Subiu de 195 para 244 o número de crimes de injúria racial e de 8 para 25 de crimes de racismo.

Em relação aos crimes contra a população LBGTQIA+, o número de lesão corporal dolosa diminuiu de 32, em 2020, para 12, em 2021. Em relação ao homicídio doloso cuja vítima seja LBGTQIA+, em 2021 foram 6 contra 2 registrados em 2020.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing