29/05/2020

Comando da PM do Piauí anuncia testagem em massa após policial militar morrer de Covid-19

Comando Geral da Polícia Militar do Piauí convocou todo efetivo ativo, que totaliza 5.700 PMs. Segundo relatório da corporação, mais de 40 contraíram o coronavírus e um morreu.

Policiais militares do Piauí serão testados — Foto: CCOM

Um dia após o cabo da Polícia Militar do Piauí Antônio Francisco Braga, de 46 anos, morrer vítima de Covid-19, o Comando Geral da PM convocou todo efetivo ativo da corporação, que totaliza 5.700 PMs, a participarem de testagem em massa para diagnóstico de coronavírus. A partir desta quinta-feira (28) começou a entrega dos testes.

Em Teresina, o Hospital da Policia Militar do Estado do Piauí, o HPM, ficará responsável pelo suporte técnico operacional para a testagem dos colaboradores das unidades policiais militares.

Os policiais com sintomas ou suspeita de Covid-19 devem, imediatamente, procurar o serviço de triagem do HPM, que possui profissionais de saúde para atendimentos e testes 24h por dia em pessoas sintomáticas.

No último relatório da Polícia Militar, o Piauí apresenta 45 policiais infectados pelo novo coronavírus, número que triplicou em 10 dias. Um deles morreu.

Comando da PM lamenta morte de cabo por COVID-19

O comandante-geral da PM do Piauí, coronel Lindomar Castilho disse que esperava as contaminações. “Nós que ao longo dessa jornada, poderíamos ter baixa no número de policiais, porque estamos na frente dessa batalha", comentou.

Decretos determinam distanciamento social

Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas. Aulas em escolas e universidades, a maioria das atividades comerciais, esportivas e de serviços em geral estão suspensas por tempo indeterminado.

Serviços essenciais como farmácias, postos de combustíveis e supermercados continuam mantidos mas estão regulamentados. O atendimento em clínicas, hospitais e laboratórios, assim como o funcionamento de escritórios de advocacia e contábeis também foram liberados mediante cumprimento de regras.

O uso de máscaras em locais públicos tornou-se obrigatório em todo o estado. Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing