04/02/2019

Adelmo aprova empate, mas ataca arbitragem: "Quem paga o pato sempre é a gente"

Técnico do Parnahyba avalia desempenho do time, ainda sem vencer dentro do Pedro Alelaf, e sai de campo reprovando apito: "É preciso melhorar alguma coisa". Lance final é considerado pênalti por azulinos

José Francisco/TV Clube

O Pedro Alelaf encheu, e os torcedores azulinos ainda não viram a primeira vitória do Tubarão dentro de casa. Neste domingo, o Parnahyba empatou em 0 a 0 com o 4 de Julho, resultado que ainda manteve a equipe do litoral na liderança do Campeonato Piauiense. Na avaliação da partida, o técnico Adelmo Soares gostou da equipe – embora não tenha feito gol, mas por outro lado chegou ao terceiro jogo sem ser vazada. O que desagradou o treinador foi a arbitragem de Antônio Santos Nunes, árbitro escalado para o confronto.

O Parnahyba reclamou bastante no último lance, aos 48 minutos. Nilsinho tentou um voleio, e os jogadores reclamaram de um toque de mão da zaga colorada. Antônio Santos Nunes não marcou nada.

Adelmo Soares — Foto: José Francisco/TV Clube
Parnahyba x 4 de JUlho — Foto: Renan Morais

- Temos que analisar em termos de arbitragem, acho que precisa melhorar alguma coisa. Contra o River-PI, teve pênalti ali na área e ninguém deu. No jogo de hoje teve pênalti e ninguém deu. Aí quem paga o pato é a gente, sempre é treinador e jogador. Estamos acostumados com isso – disse Adelmo.

O Parnahyba teve a entrada do atacante Everton no lugar de Pitbull como novidade. Mesmo com posse de bola, o Tubarão levou um susto do Colorado no primeiro tempo, com o zagueiro Caio cabeceando na trave. Na etapa final, o Parnahyba aumentou a presença no campo do rival, mas viu o 4 de Julho bem defensivamente e rápido nos contra-ataques.

Parnahyba x 4 de Julho — Foto: Renan Morais

- Achei que o Parnahyba fez um grande jogo, e o 4 de Julho uma ótima partida. Valorizou muito a bola, e a minha equipe conseguiu mais no segundo tempo ter volume e posse de bola. Um jogo pareio, na verdade não tem nem o que analisar um jogo desse. Você faz uma partida fora de casa jogando bem e chega dentro de casa, um jogo truncado, sempre com bola viva, bola longa, bola longa... É uma análise que tenho que fazer em termos de colocar jogadores altamente técnicos para jogar, um jogo desse é muito pegado e muita velocidade. Não vi erro do meu time – considerou Adelmo.

O técnico completou:
- Temos três resultados pontuando, não era o intuito, mas faz parte do futebol. A gente sempre trabalha para vencer, o problema é que do outro lado tem profissionais que precisam de respeito – concluiu.

Com cinco pontos, o Parnahyba é líder do Piauiense. No saldo de gols, o Tubarão passa o 4 de Julho, também com cinco pontos. O próximo duelo do Tubarão novamente é em casa, recebendo o Piauí, no próximo domingo, no Pedro Alelaf.

Fonte: Globoesporte.com PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing