05/10/2018

Liberada pela Justiça, pesquisa Real Big Data traz W.Dias com 37% e Luciano com 23%


Após entrar com petição junto ao Tribunal Regional Eleitoral, o candidato a senador pelo PSB, Wilson Martins, garantiu o direito de acesso aos dados da pesquisa realizada pelo Instituto Real Big Data que deveria ser divulgada nesta quarta-feira (03/10), o que não ocorreu.

O pedido da defesa de Wilsão foi deferido pelo juiz Geraldo Magela e Silva, ainda no último dia 2. E hoje, dentro do prazo estipulado, o Instituto anexou aos autos do processo o relatório com o resultado da pesquisa, como explica ao 180graus o advogado Emmanuel Fonseca, que representa do candidato do PSB.

Registrada no TRE com o número PI-06159/2018. Em consulta ao site da Justiça Eleitoral, vê-se que a pesquisa foi contratada e paga pelo próprio instituto “Real Time Big Data Gestão de Dados LTDA”. Foi realizada no dia 2 de outubro, ouvindo 1.200 eleitores. A margem de erro é de 3% e o nível de confiança de 95%.


E o resultado surpreende, por trazer um cenário completamente diferente do que vem sendo divulgado nos últimos dias por institutos como Opinar, Amostragem, e também da última pesquisa Ibope no Piauí. Ao invés da possibilidade de um segundo turno com Dr. Pessoa (SD), a pesquisa do Real Big Data traz o candidato Luciano Nunes (PSDB) em segundo lugar, atrás apenas de Wellington Dias (PT).


O instituto simulou ainda cenários de segundo turno, todos apontando vitória de Wellington Dias.


Diferença também nos números para o senado, se comparados com recentes levantamentos divulgados no Piauí. Na pesquisa Real Big Data, não é Ciro Nogueira (PP) quem aparece na liderança, e sim o candidato Wilson Martins. Na sequência aparecem Frank Aguiar (PRB), Marcelo Castro (MDB) e Robert Rios (DEM).


E se de um lado a oposição liderada pelo tucano Luciano comemorou os números, a ala governista vem apostando em erro no levantamento, justamente por ser até agora o que traz um cenário de segundo turno sem Dr. Pessoa.

Divulgação gera controvérsia
Tão logo tornada pública no processo, a pesquisa começou a circular nas redes sociais e chegou a ser divulgada pelos candidatos da coligação “Piauí de Verdade”, encabeçada por Luciano Nunes, que trouxe os números em seus perfis oficiais.

E a TV Antena 10, que divulgou a primeira pesquisa Real Big Data, na semana passada, se manifestou em nota assinada pelo seu presidente, Cláudio Tajra, afirmando: “Não somos responsáveis, não tomamos conhecimento de citada pesquisa e não fomos contactados para a sua divulgação, portanto, desautorizamos quaisquer pessoas a anexarem nossa marca a divulgações de números, seja em redes sociais ou em veículos de comunicação convencionais”.


A emissora diz ainda que lamenta ver sua “marca de credibilidade associada a movimentos políticos eleitorais, já que nossa linha editorial é de completa isenção”.

A primeira pesquisa divulgada pela afiliada Record no Piauí também foi registrada como contratada pelo próprio instituto.

Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google