09/03/2018

Danilo ameniza fase do Tubarão após 5º jogo sem vitória: "Não estamos mortos"

Empate em 2 a 2 com o 4 de Julho, no estádio Verdinho, rende avaliação do técnico azulino que minimiza pressão para classificação e defende fase dos atacantes

Danilo observa o jogo e miminiza fase dos atacantes (Foto: Didupaparazzo)

O técnico Daniel Queiroz tentou minimizar o empate do Parnahyba em 2 a 2 com o 4 de Julho, em jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Piauiense. Daniel afirmou que a partida foi difícil, mas ressaltou a fase do adversário. Mesmo com o time fora do G-4 e faltando apenas três rodadas para o fim da primeira fase, o treinador foi categórico ao reafirmar as chances de classificação do Tubarão.


- Não estamos mortos, vamos brigar até o final e esperamos que a sorte esteja do nosso lado. A pressão tem que existir, é natural, temos que ter tranquilidade e paciência para fazer as correções no dia a dia. Existe essa pressão de ganhar que acaba sobrecarregando o jogador – avaliou.

O time até voltou a marcar no duelo. Thiago Marabá e Pindaré balançaram as redes na rodada, mas a fase dos atacantes segue sendo questionada. O setor que estava há cinco jogos sem marcar, foi defendido pelo técnico.

- Vem toda aquela pressão em cima dos atacantes, mas procuramos trazer tranquilidade para eles e até o jeito de trabalhar a bola. Infelizmente, eles fazem a movimentação, mas bola não chega do jeito certo – disse o treinador.

Agora, o Parnahyba segue em preparação para o próximo duelo. O time visita o Piauí e abre a oitava rodada do Piauiense no sábado. O jogo acontece às 16h, no estádio Albertão. Na quinta colocação, o Tubarão ainda enfrenta o River-PI e fecha a primeira fase contra o Altos.

Confira a coletiva do treinador do Parnahyba

Avaliação do jogo
- Na verdade nós pedimos atenção do começo ao fim. Fizemos as triangulações que pedi ao Erivelton e Marabá que cansou. Depois, escolhemos o Pindaré para abrir pelo lado de campo para ter uma maior mobilidade por dentro. Fomos felizes em fazer o gol com ele. Agora, é levantar a cabeça.

Gol contra
- Abrimos o placar e trabalhamos bem a bola no primeiro tempo. No segundo, fomos superiores e fiz uma mudança para que pudéssemos ter um poder mais decisivo no ataque e, por isso, colocamos o Pindaré pelo lado do campo. Fomos felizes porque ele fez o gol, mas infelizmente não tivemos a atenção necessária. Futebol é dessa forma, se não tiver a atenção nos 90 minutos e bobear, toma o gol. Agora é ver o que vamos fazer no sábado contra o Piauí.

Fonte: Globoesporte.com, Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Racing