Mostrando postagens com marcador Ciência e Tecnologia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ciência e Tecnologia. Mostrar todas as postagens

05/05/2021

Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação

Presidente discursou em evento no Palácio do Planalto


Em discurso hoje (5) em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre as manifestações ocorridas no 1º de maio – Dia do Trabalho – e sobre o que chamou de “decretos subalternos” – leis estaduais e municipais que restringem a livre circulação de pessoas durante a pandemia de covid-19.

"Nas ruas, já se começa a pedir, por parte do governo, que se baixe um decreto. Se eu baixar um decreto, ele vai ser cumprido. Não será contestado por nenhum tribunal”, afirmou Bolsonaro.

O texto seria um instrumento para garantir que o Artigo 5º da Constituição seja respeitado por estados e municípios, e que seja assegurada a liberdade de ir e vir, trabalhar e realizar atividades econômicas no contexto da pandemia, explicou o presidente.

“Queremos a liberdade de fluxo. Queremos a liberdade para poder trabalhar. Queremos o nosso direito de ir e vir. Ninguém pode contestar isso”, acrescentou.

“O que o povo quer de nós é que sigamos o norte dado para esse povo, e todo o Artigo 5º. Eles querem trabalhar. Isso é crime? Querem o direito de ir e vir, ir à praia, ver um amigo. Querem o direito de ver um pastor, ir à igreja, ver seu padre. Que poder é esse dado a governadores e prefeitos?”, questionou.

Bolsonaro afirmou ainda que a comunicação, mesmo que negativa, tem sido amplamente defendida em sua gestão, e que a ampliação do acesso digital configura uma forma de defender o direito à informação, constitucionalmente previsto.

Segundo o presidente, a iminência de um novo decreto para regulamentar o Marco Civil da Internet - aprovado em 2014 - também configura instrumento de liberdade de comunicação, já que define direitos, responsabilidades e punições para o uso das redes sociais e de meios de comunicação digitais.

Sobre a comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investiga ações de agentes públicos durante a pandemia, Bolsonaro disse que o resultado será “excepcional, no final da linha”. O presidente afirmou que a CPI demonstrará o uso incorreto de verbas bilionárias distribuídas pelo governo federal a estados e municípios.

O presidente afirmou que foi questionado por membros da CPI da Pandemia sobre aparições públicas durante os finais de semana. “Não interessa onde eu estava. Respeito a CPI. Estive no meio do povo e tenho que dar exemplo. É fácil ficar dentro do Palácio do Planalto, tem de tudo lá.”

No discurso, Bolsonaro voltou a citar o tratamento precoce como medida para o combate à pandemia. Segundo o presidente, a hidroxicloroquina contribuiu para a diminuição do pico de casos no estado do Amazonas, em especial na capital, Manaus. Segundo estudos, o medicamento não tem eficácia comprovada contra a covid-19.

Bolsonaro afirmou também que a revisão de termos contratuais com empresas que fornecem vacinas ao Brasil só foi possível com a ação do Congresso.

Um dos exemplos citados foi o da farmacêutica norte-americana Pfizer, que em um primeiro momento apresentou contrato se eximindo de responsabilidade por eventuais efeitos colaterais da vacina. “O que mais queremos é nos livrar desse vírus e voltar à normalidade”, concluiu o presidente.

Bolsonaro comentou a origem do novo coronavírus. “Os militares sabem o que é guerra química, bacteriológica e radiológica. Será que estamos enfrentando uma nova guerra?”, questionou. “É um vírus novo. Ninguém sabe se nasceu em laboratório ou se nasceu por um ser humano ingerir um animal inadequado. Qual país que mais cresceu seu PIB [Produto Interno Bruto]? Não vou dizer.”

No discurso, o presidente aproveitou a presença de membros do Legislativo e defendeu o voto impresso auditável no país. O presidente afirmou que, se promulgado, o canhoto impresso auditável estará presente nas eleições de 2022.

“Nós queremos e o povo quer o voto auditável. Qual o problema disso? Aqueles que acreditam que não há fraude, por que ser contra?”, disse o presidente, que complementou afirmando que não haverá contestação de constitucionalidade se a medida vier a partir do Congresso Nacional.

Bolsonaro citou, ainda, o motorista brasileiro Robson do Nascimento de Oliveira, que foi preso em fevereiro de 2019 com duas caixas do composto cloridrato de metadona. A substância portada por Oliveira é legalizada e aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso no Brasil, mas é ilegal na Rússia.

Segundo informou Bolsonaro, a pena prevista para o caso de Robson poderia chegar a 20 anos. No entanto, o presidente declarou que graças à articulação iniciada pelo então ministro Ernesto Araújo, o brasileiro recebeu indulto do presidente russo, Vladimir Putin. Bolsonaro informou que o motorista já embarcou com destino ao Brasil e que o avião deve pousar às 19h30 no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

Fonte: Agência Brasil

24/04/2021

Procon quer informações do Facebook sobre política de privacidade

Mudanças no Whatsapp ocorrem a partir de 15 de maio


Após ter se reunido ontem (22) com representantes do Facebook, o Procon-SP decidiu notificar a empresa e pedir mais informações sobre as mudanças na política de privacidade do WhatsApp, que deve ocorrer no dia 15 de maio.

O Facebook é detentor do aplicativo para troca de mensagens. Com as novas regras, o WhatsApp vai passar a compartilhar dados com usuários do Facebook. Aqueles que não aceitarem as novas regras, não poderão mais utilizá-lo. A mudança afetaria, inclusive, as pessoas que utilizam o WhatsApp para fazer transações bancárias e que não desejariam ter seus dados compartilhados com o Facebook.

Especialistas questionam que essa obrigatoriedade fere a Lei Geral de Proteção de Dados e o Código de Defesa do Consumidor e ainda trata o Brasil de forma diferente a outras regiões do mundo, onde essa condição não tem sido aplicada.

Segundo o Procon, na reunião virtual de ontem os representantes da empresa foram questionados sobre as limitações para as pessoas que não quiserem aderir a esse compartilhamento de dados e as implicações dessa mudança. Ao final da reunião, o Procon entendeu que havia necessidade de mais esclarecimentos por parte da empresa e fez a notificação.

Agora, o Facebook deverá prestar informações sobre quais serão as mudanças na política de privacidade, tanto no tipo de conta que já existe, que é de interlocução com um titular de conta WhatsApp apenas, quanto no novo tipo de conta – o WhatsApp business – que é de interlocução com uma conta comercial acessada por uma coletividade de titulares.

Procurado pela Agência Brasil, o Facebook ainda não se manifestou sobre a notificação do Procon.

Fonte: Agência Brasil

31/03/2021

Oficial: Banco Central autoriza pagamentos via WhatsApp no Brasil


O Banco Central (BC) acaba de informar na noite de hoje (30) que autorizou oficialmente o WhatsApp a realizar pagamentos e transferências bancárias entre usuários do mensageiro.

Segundo o BC, a “Facebook Pagamentos do Brasil” foi aprovada como “iniciadora de pagamentos” no sistema financeiro nacional, enquanto Visa e Mastercard ganharam licenças para prestarem o serviço de “arranjos de pagamentos”. O mensageiro de Mark Zuckerberg vai então operar em parceria com essas duas empresas para fazer a transferência de fundos entre usuários.

Isso significa que o WhatsApp não vai guardar o dinheiro dos usuários em uma conta. Em vez disso, será necessário cadastrar um cartão de débito ou crédito no mensageiro e, através dele, realizar os pagamentos para pessoas e empresas.

É como se o WhatsApp funcionasse como um cartão virtual
Em nota, o BC explicou que, nesse modelo, o WhatsApp poderá definir qual será a tarifa para a utilização do serviço, bem como quem vai pagá-la: quem envia ou quem recebe os fundos. A instituição ainda avaliou a novidade como positiva para o mercado financeiro nacional. "O BC acredita que as autorizações concedidas poderão abrir novas perspectivas de redução de custos para os usuários de serviços de pagamentos", disse.

O WhatsApp também se manifestou oficialmente sobre o assunto. Os representantes do mensageiro afirmam estarem “muito satisfeitos” com a decisão do BC, e revelaram que já estão nos preparativos finais para a disponibilização do serviço no Brasil. Não há indicação no momento de que a novidade possa ser integrada de alguma maneira ao PIX.

Ainda não há detalhes específicos sobre como vai funcionar o recurso de pagamentos no WhatsApp, mas, de acordo com a licença aprovada pelo BC, o mensageiro vai simplesmente iniciar o processo de pagamento, e quem fará de fato a transferência de dinheiro para o destinatário será o banco no qual o pagador possui conta e saldo disponível.

Fonte: Tec Mundo

29/03/2021

Mais de 2 mil filhotes de tartarugas marinhas são liberados ao mar no Piauí


O Instituto Tartarugas do Delta acompanhou o nascimento e a liberação ao mar de mais de 2 mil filhotes da tartaruga de pente, no litoral do Piauí, neste fim de semana, 27 e 28 de março. Segundo a bióloga Werlanne Magalhães, vice presidente do Instituto, o trabalho do monitoramento é muito importante para a garantia de sobrevivência dos animais.

Werlanne contou que o trabalho do Instituto inicia em janeiro e segue até setembro, em média, que é o período de desova das fêmeas e de eclosão dos ovos. Depois que as fêmeas chegam ao litoral piauiense, elas colocam em média 120 ovos, divididos em até três ninhos, que irão eclodir dentro de cerca de 60 dias.


“Durante todo esse período, nós ficamos monitorando todo o litoral piauiense, nos lugares onde sabemos que as fêmeas costumam escolher pra desovar. É muito importante o trabalho para garantir que os ovos sejam mantidos em segurança durante todo o período, até que possam ser liberados para o mar”, descreveu a bióloga.

Esse trabalho é feito diariamente e inclusive durante a noite, que é o horário em que as fêmeas fazem seus ninhos. Nesse momento, os membros da ONG catalogam as fêmeas e vistoriam e sinalizam os ninhos, para saber se os ovos estão seguros e evitar que sejam destruídos.


Ela destacou que o Piauí é um local muito importante porque é o estado onde as cinco espécies de tartarugas marinhas, existentes no Brasil, depositam seus ovos. As mais comuns são a tartaruga de pente, a tartaruga oliva e a tartaruga de couro.

Até o momento, em 2021, já foram localizados pelo instituto 98 ninhos e mais de 2 mil filhotes foram liberados para o mar. Em média, todos os anos no Piauí são registrados cerca de 850 ninhos e nascem 12 mil filhotes de tartarugas.

Segundo o Instituto, uma tartaruga vive em média 90 anos e há casos de tartarugas fêmeas reproduzindo durante cerca de 40 anos. Elas costumam retornar ao local onde nasceram para colocar seus ovos, atingindo a idade reprodutiva entre os 25 e 30 anos.


Instituto sem financiamento
A bióloga destacou que, apesar da importância do trabalho, ele pode deixar de ser feito porque no momento os integrantes estão trabalhando de forma voluntária, por falta de financiamento.

Por não terem vínculo governamental, a ONG sobrevive do financiamento da iniciativa privada e, no momento, não está sendo beneficiada por nenhuma empresa.


“Temos que colocar combustível no veículo que usamos para fazer o monitoramento, tirando dinheiro do nosso bolso. Por enquanto estamos conseguindo manter, mas em breve não iremos conseguir. É um trabalho que depende desse suporte financeiro”, explicou.

Fonte: G1/PI

19/03/2021

População pode fazer boletim de ocorrência sem sair de casa por meio da Delegacia Eletrônica


Como medida preventiva no enfrentamento à disseminação do novo coronavírus, a Polícia Civil do Estado do Piauí disponibiliza a Delegacia Eletrônica para que a população possa fazer boletim de ocorrência sem a necessidade do deslocamento até um distrito policial. Por meio do site (http://dv.pc.pi.gov.br/index.php) podem ser registrados os vários tipos de crimes penais, como roubo, furto, ameaça e lesões.

“A ideia é não causar aglomerações nos distritos, evitando, assim, colocar em risco a vida dos profissionais da polícia e da população de uma forma em geral”, alertou a secretário de Estado da Segurança, coronel Rubens Pereira.

Confira o passo a passo de como utilizar a Delegacia Eletrônica: http://www.pc.pi.gov.br/download/202003/PC20_5cb1336eae.pdf

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Instagram e WhatsApp apresentam instabilidade nesta sexta-feira (19)

Plataformas ligadas ao Facebook estão funcionando de forma instável

Imagem ilustrativa

Internautas de todo o Brasil estão reclamando da instabilidade nos sistemas do Instagram e WhatsApp, plataformas ligadas ao Facebook. Embora não tenha nenhum comunicado oficial sobre alguma interferência, os efeitos da instabilidade estão sendo experenciados por toda a web.

Essa não é a primeira vez que as plataformas de Mark Zuckerberg sofrem de instabilidade no Brasil. O Facebook, no entanto, permanece funcionando sem sinais de problemas.

No Twitter, que por sua vez não caiu e nem pertence ao reinado de Zuckerberg, não se fala em outra coisa. Além disso, muitos indicam o Telegram como substituto natural da plataforma de envio de mensagens rápidas. No caso do Instagram, muitas pessoas com publiposts agendados podem se prejudicar.

Fonte: Portal Meio Norte

Usuários de Pix podem integrar lista de contato de celulares

Mudança visa facilitar a identificação de quem cadastrou seu número


Usuários do Pix poderão integrar as listas de contato de seus celulares. A mudança no regulamento, feita pelo Banco Central, visa a facilitar a identificação de quem cadastrou seu número de celular como chave Pix, simplificando ainda mais o pagamento com a funcionalidade.

O Pix é um recurso que permite a transferência de recursos entre contas bancárias 24 horas por dia. As transações são executadas em até 10 segundos, sem custo para pessoas físicas. Para usar o Pix, o correntista deve ir ao aplicativo da instituição financeira e cadastrar as chaves, que podem seguir o número do celular, o e-mail, o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), para pessoas físicas, ou o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), para empresas.

Além disso, os usuários finais também poderão, em caso de mudança no nome, solicitar alteração das informações, como nome completo, nome empresarial e título do estabelecimento, sem a necessidade de excluir e registrar novamente a chave. Isso vai facilitar, por exemplo, o ajuste quando uma pessoa alterar o nome em decorrência de casamento ou uma empresa alterar o nome fantasia do estabelecimento.

A mudança no regulamento também impede a imposição de limites para o número de transações Pix, seja de envio ou de recebimento. De acordo com o Banco Central, “essa vedação é necessária para garantir condições competitivas equânimes entre diferentes instrumentos de pagamento”.

Fonte: Agência Brasil

16/03/2021

IFPI Parnaíba desenvolve termômetro automatizado para identificar febre


O termômetro para detectar pessoas com febre e evitar a circulação de possíveis casos de coronavírus são muitos comuns; pois o momento tem exigido precaução. O Instituto Federal do Piauí (IFPI), campus Parnaíba, está passando por reformas para assegurar a melhoria do de estrutura de ensino e já apresenta um termômetro automatizado, que é resultado do trabalho no novo Laboratório de Óptica e Física. “A pessoa coloca o dedo e vai medir temperatura da pessoa e vai enviar um sinal para o celular que vai dizer se a pessoa está ou não em estado febril”, esclareceu Deymes Silva, professor de Física.

Com o novo Laboratório de Óptica e Física, os estudantes já sentem reflexos na qualidade do ensino. Segundo o professor de Física Lucas Izídio, mesmo com aulas remotas, ter sido o IFPI contemplado com a nova estrutura já faz diferença. “Estamos trazendo vários experimentos para o laboratório, fazendo as gravações, edições e utilizando plataforma de ensino à distância”, informou Lucas Izídio, professor de Física.

O Instituto Federal do Piauí em Parnaíba ganhou laboratório de óptica e física e já desenvolveu um termômetro automatizado. Isso corresponde a expressões do que a educação é capaz de fomentar, que é assegurar às necessidades uma resposta tecnológica como solução.

Fonte: Portal Costa Norte

10/03/2021

Procon Municipal de Parnaíba e Proconsbrasil promovem palestra sobre lei geral de proteção de dados


O Procon Municipal de Parnaíba, em parceria com a Associação Brasileira de Procons (Proconsbrasil), promoverá, nesta quinta-feira, 11, em comemoração ao Dia Internacional do Consumidor, palestra online sobre a Lei Geral de Proteção de Dados.

Dentre os palestrantes estão Rodolfo Spigai, especialista em direito digital, Ronaldo Sirosse, especialista em processos e gestão, Francisco de Assis, especialista em Cyber Segurança e Flávio Caetano de Paula, Professor de Direito do Consumidor e diretor do Brasilcon.

Segundo a Secretária Executiva do PROCON Municipal de Parnaíba, Rosângela Mourão, o evento será importante. “A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), lei 13.709/18, foi aprovada e tem como garantia a transparência total no tratamento, uso de dados pessoais e coletas de informações dos consumidores por meio de empresas públicas e privadas brasileiras para não sofrermos abusos nos usos de nossas preferências pessoais ou comportamentais, esse evento vem com o objetivo de conscientizar sobre a proteção de dados e garantir os direitos do cidadão em não ser exposto e sobretudo, saber que isso é crime”.

Para Proconsbrasil, co-idealizadora do projeto, o objetivo é abordar temas de interesse de consumidores, fornecedores e cidadãos, como a proteção de dados pessoais, conceitos e definições; visão prática no fluxo de dados do fluxo de dados pessoais nas empresas; sanções; impactos da lei nas relações de consumo, entre outros.

O evento será totalmente gratuito, realizado pela internet e terá duração de duas horas.

Ascom - PMP

05/03/2021

Banco do Brasil oferece prova de vida do INSS por aplicativo

Ferramenta diminui comparecimento às agências


Os clientes do Banco do Brasil (BB) que recebem aposentadorias, auxílios e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão usar o aplicativo da instituição financeira para fazer a prova de vida. A novidade está disponível desde hoje (4) para quem recebe por meio de crédito em conta.

Para os clientes que sacam os benefícios pelo cartão, o serviço estará disponível em breve. Segundo o BB, a prova de vida por meio do aplicativo não apenas traz mais comodidade e segurança aos beneficiários como ajuda no enfrentamento à pandemia de covid-19, ao diminuir a necessidade de comparecimento às agências.

A prova de vida está disponível no menu “Serviços”, na área lateral do aplicativo. Basta o correntista ou poupador clicar em “INSS” e em “Prova de Vida INSS”. O aplicativo pedirá fotos frente e verso do documento oficial de identificação e uma selfie para concluir o processo.

As imagens serão analisadas pelo banco. Durante o processo, o beneficiário pode acompanhar pelo próprio aplicativo se a prova de vida foi aceita e quando ele terá de repetir o processo. Quem tem pendências na realização da prova de vida ao longo de 2020 será comunicado sobre a novidade, assim como os clientes digitais. Os correntistas que ainda não têm o aplicativo instalado receberão o aviso nos caixas eletrônicos.

Obrigatória para aposentados e pensionistas, a prova de vida deve ser feita uma vez por ano, para impedir o bloqueio do pagamento dos benefícios da Previdência Social. No último dia 26, o INSS publicou portaria suspendendo os bloqueios até abril deste ano , em decorrência da pandemia de covid-19.

Fonte: Agência Brasil

04/03/2021

WhatsApp adiciona recurso de chamadas de voz e vídeo em versão desktop

Chamadas serão processadas com encriptação de ponta a ponta


O WhatsApp anunciou nesta quinta-feira (4) que lançou um recurso de chamadas de voz e vídeo na versão do aplicativo para computadores de mesa.

A companhia, controlada pelo Facebook, afirmou que as chamadas serão processadas por sistema de encriptação de dados de ponta a ponta.

O anúncio deve colocar o WhatsApp como um novo rival aos sistemas de videoconferência oferecidos por empresas como Microsoft, Google e Zoom, mas não ficou claro se a empresa pretende competir neste segmento.

Fonte: Agência Brasil

23/02/2021

Agência Brasil explica: como agir após ter dados pessoais vazados

Cliente deve buscar empresas e entrar na Justiça se não tiver resposta


Os recentes vazamentos em massa de dados de consumidores em todo o país acenderam o alerta. De posse do nome completo, do endereço e do Cadastro de Pessoa Física (CPF), criminosos podem fazer estragos na vida do cidadão comum. Com linhas de crédito e dívidas contraídas indevidamente, pessoas físicas terminam com o nome negativado sem terem feito nada.

Para a vítima, resta o constrangimento e o trabalho de limpar o nome. Isso sem contar as dezenas de ligações diárias de cobradores em outras cidades. A tarefa envolve paciência e, algumas vezes, pode acabar nos tribunais.

Na maioria dos casos, a pessoa lesada pode resolver o problema nas próprias empresas. Primeiramente, o contribuinte deve pedir um extrato detalhado ao órgão de proteção em que está negativado, para comprovar a origem da dívida. Depois disso, é preciso entrar em contato com a empresa responsável pela negativação, por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), ou escrever uma carta de próprio punho afirmando desconhecer o débito.

Em todos os contatos, é importante que o cliente peça o número do protocolo na empresa responsável e tire cópia da contestação escrita a mão. O cidadão também deve pedir que a empresa emita algum documento que comprove o recebimento da carta, com data, assinatura e carimbo.

Quando o cliente descobre a negativação ao fazer uma compra no comércio local, deve falar com o gerente do estabelecimento, explicando a situação. É recomendado pedir uma declaração formal do gerente que possa ser usada como prova.
Justiça

O problema aprofunda-se quando a empresa se recusa a limpar o nome do consumidor. Nesse caso, a saída costuma ser a Justiça. O consumidor deve juntar a documentação obtida – número de protocolo, carta de próprio punho e declaração do gerente – e entrar com pedido de retirada do nome do cadastro de devedores. A vítima também pode pedir indenização por danos morais.

A retirada do nome dos órgãos de proteção ao crédito pode ser feita por meio de liminar, que tem tramitação rápida e dispensa a espera para o processo acabar. Munido de toda a documentação, o cliente pode marcar atendimento nos próprios órgãos de proteção e contestar o lançamento no cadastro de devedores sem pedido de liminar, mas a análise do caso é individual.
Prevenção

A melhor saída para evitar transtornos ainda é a prevenção, com o cliente desconfiando de qualquer mensagem, ligação e forma de contato recebida. Em relação a e-mails, o consumidor deve identificar a procedência do endereço da mensagem e evitar clicar em links e instalar qualquer programa. No caso de ligações telefônicas que peçam dados sensíveis, o cliente deve pedir a identificação do atendente e o número do protocolo. O ideal é desligar a chamada e ligar de volta, tentando retomar o atendimento com base no número do protocolo.

Uma das principais fontes de golpes, o whatsapp deve ter a identificação em duas etapas ativada. Por meio desse recurso, o usuário criará uma senha de seis algarismos que deverá ser digitada periodicamente ao ler as mensagens. O código inibe clonagens e aumenta a segurança do aplicativo. Em relação a cartões de crédito, é recomendado usar cartões virtuais em compras online. Além de poderem ser facilmente excluídos, os cartões virtuais não estão em outros vazamentos de dados.

No caso de sites do governo, como o Portal de Serviços Públicos do Governo Federal (gov.br) o Meu INSS e o auxílio emergencial, é recomendado trocar as senhas após o vazamento em massa.

Fonte:  Agência Brasil

17/02/2021

Prefeitura de Parnaíba trabalha diuturnamente para amenizar prejuízos causados pelas fortes chuvas



A Prefeitura de Parnaíba, através dos Serviços Urbanos, Defesa Civil, Empa, Serviço Social e Vigilância Sanitária trabalha incansavelmente para amenizar os prejuízos para as famílias residentes no entorno do “Piscinão”, devido as fortes chuvas que assolaram o Munícipio nesta terça-feira (16).

As equipes da Prefeitura de Parnaíba passaram o dia realizando visitas a todas as famílias atingidas e constataram não haver moradores alagados ou desabrigados.

Todas as equipes da Prefeitura estarão 24 horas de plantão nos Bairros atingidos pelas fortes chuvas, monitorando a situação e prontas para amenizar os incômodos aos moradores, inclusive com equipes fixas de engenheiros, técnicos, assistentes sociais, equipes da área da saúde e pessoal de apoio.

Telefone de plantão: (86)99432-8395

Atenciosamente
Engenheira Maria das Graças Nunes
Secretária de Infraestrutura, Serviços Urbanos e Defesa Civil do Munícipio.

12/02/2021

criança de 8 anos fica ferida em acidente envolvendo caminhão e carro de passeio

(Foto: Divulgação/PRF)

Aconteceu às 16h30 desta quinta-feira (11/02) um acidente envolvendo um veículo de carga e um carro de passeio, na BR 316, em Teresina. Uma criança de 8 anos ficou ferida durante o ocorrido. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Piauí, o condutor do veículo de passeio teria freado bruscamente, o que ocasionou a colisão.

O veículo de carga era conduzido por um homem de 42 anos que saiu ileso do acidente. Já o veículo de passeio era conduzido por um homem de 44 anos que tinha como passageira uma mulher de 47 anos e uma criança do sexo masculino de 8 anos, que sofreu lesões leves.

Os agentes da PRF estiveram no local do acidente e verificaram, através de testemunhas e declaração do condutor, que o veículo de passeio, por motivo ainda desconhecido, freou bruscamente; e o veículo de carga, que vinha logo atrás colidiu na traseira. O veículo de passeio, após a colisão, desceu o desnível da pista principal e caiu na mureta da pista auxiliar.

O trânsito ficou impedido em uma das faixas da pista principal, porém logo foi desobstruído pelos policiais. O condutor da carreta foi submetido ao teste de alcoolemia resultando em negativo para a ingestão de álcool, o condutor do veículo de passeio não foi testado. A criança ferida foi socorrida pelo SAMU juntamente com os pais para o HUT.

Fonte: Portal OitoMeia

05/02/2021

Senado aprova MP que evita aumento de tarifas de energia

Medida será voltada para as regiões Norte e Nordeste

© Marcello Casal jr/Agência Brasil

O Senado aprovou hoje (4) a Medida Provisória (MP) 998/2020, chamada de MP do Setor Elétrico. O texto destina recursos à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para redução da tarifa de energia elétrica aos consumidores até 31 de dezembro de 2025. Ela havia saído da Câmara em meados de dezembro, às vésperas o início do recesso parlamentar, com alterações e agora segue para sanção presidencial.

A CDE é um fundo do setor elétrico que custeia políticas públicas e programas de subsídio, como o Luz para Todos e o desconto na tarifa para irrigação. Os recursos que vão para a CDE são originalmente destinados à aplicação em pesquisa, investimento e inovação.

A medida destina recursos da Reserva Global de Reversão (RGR) e da CDE para atenuar aumentos tarifários para os consumidores das distribuidoras da Eletrobras recém-privatizadas: Amazonas Distribuidora de Energia S.A., Boa Vista Energia S.A, Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), Companhia Energética de Alagoas (Ceal), Companhia Energética do Piauí (Cepisa), Centrais Elétricas de Rondônia S.A (Ceron) e Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre).

A Câmara alterou regras para permitir não apenas a contratação de energia pelas distribuidoras, mas também a contratação de potência, que é a energia para as horas de maior consumo. A partir de agora também está permitida a devolução da energia comprada pelas distribuidoras e não utilizada. A Câmara ainda incluiu dispositivos para estimular a competição nos leilões de geração de energia e incluiu mais setores como beneficiados por investimentos em eficiência energética, restritos inicialmente à indústria.

A matéria não era um consenso no Senado. Senadores de oposição contestaram alguns dispositivos da matéria. O líder do PT na Casa, Jean Paul Prates (PT-RN), criticou a retirada de verba da ciência e tecnologia para prestar essa ajuda. O senador também apontou incoerência de concessionárias de energia ao buscarem ajuda financeira do Estado.

“Já houve socorro, MP 950, R$ 16 bilhões liberados de empréstimo para o setor elétrico. Várias dessas empresas foram privatizadas. O que me incomoda não é o Estado ajudar essas empresas. O que me incomoda é que pessoas que são ajudadas depois saem bradando a favor do Estado mínimo". afirmou Jean Paul.

O relator da MP no Senado, Marcos Rogério (DEM-RO), defendeu o disposto na medida e votou favoravelmente ao texto. “As privatizações das distribuidoras da Eletrobras envolveram o reconhecimento de alguns custos por parte da Aneel e do Ministério de Minas e Energia e a postergação do pagamento de outros pelos consumidores”, afirmou em seu texto. Para ele, a MP acerta em usar RGR para reduzir a Base de Remuneração Regulatória das empresas que, segundo ele, aumentou “consideravelmente” após a privatização.

Segundo Marcos Rogério, a MP protegeu o consumidor ao dar isenção de pagamento de empréstimos às empresas. “Sem essas medidas, os consumidores dessas empresas seriam punidos pela demora do Estado em dar uma solução definitiva para as concessões das quais as distribuidoras da Eletrobras eram titulares”.

Como a MP estava prestes a perder a validade, o que ocorreria no próximo dia 9 de fevereiro, senadores decidiram retirar emendas e destaques. Apenas um destaque, do PT, foi votado e rejeitado. O motivo da aprovação sem alterações se deu, principalmente, pelo tempo curto disponível. Não haveria tempo hábil para uma nova alteração voltar à Câmara e ser votada lá. Para não prejudicar os pontos considerados mais importantes, o texto foi aprovado como chegou ao Senado.

Fonte: Agência Brasil

25/01/2021

Detran implementa CRV eletrônico no Piauí; confira detalhes


Agora o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) e o Certificado de Registro de Veículo (CRV), comumente conhecido como DUT, desvinculam-se do documento em papel-moeda e se transformam em CRV Eletrônico (CRV-e), e na Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo Eletrônica (ATPV-e), conforme a resolução nº 809 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que aprovou a digitalização desses documentos neste ano de 2021.

A medida valerá para veículos registrados a partir do dia 4 de janeiro de 2021, ou seja, os documentos expedidos antes disso, impressos em papel-moeda verde, continuarão valendo.

“O objetivo do Contran e dos Detrans é modernizar e simplificar ainda mais os nossos serviços, bem como facilitar a vida do condutor para que não enfrente mais filas e burocracias dentro do órgão, queremos que essa mudança no CRV possa trazer mais melhorias”, explica o diretor-geral do Detran-PI, Garcias Guedes.

Situações em que se deve registrar o veículo e emitir o CRV-e,:
– compra de veículo zero km;
– compra/venda de veículo usado;
– mudança de município de domicílio ou residência do proprietário;
– mudança de categoria ou alteração na característica do veículo;

Na prática, as mudanças não trarão impactos para quem já possui o documento de registro (CRV físico) e a Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo (ATPV) em papel-moeda, ou seja, continuará tudo igual como era antes para os veículos registrados antes de 2021.

Transferência de propriedade
Quando esse proprietário for vender o veículo, segue o mesmo procedimento atual: preenche o verso do documento com os dados do comprador, reconhece firma no cartório e, por fim, o comprador vai ao Detran para efetivar a transferência.

Para os veículos registrados a partir do dia 4 de janeiro de 2021, o procedimento muda um pouco. O Detran-PI expedirá somente o CRLV-e, em formato digital, por meio do nosso site oficial.

A ATPV-e, que antes vinha em branco, no verso do CRV (Antigo DUT), a partir de agora será expedida somente quando o proprietário for vender o veículo por meio do site oficial do Detran-PI (www.detran.pi.gov.br), no botão “Cadastrar Intenção de Venda”.

Então, o Detran disponibiliza a ATPV-e para que o vendedor e comprador preencham os dados corretamente de venda, com o QR Code de segurança. A partir daí, o procedimento é o mesmo de antes: reconhecimento de firma no cartório e efetivação da transferência no Detran-PI.

Fonte: Ascom Detran

10/01/2021

Adeus WhatsApp: 8 mensageiros para não compartilhar seus dados com o Facebook


Recentemente, os usuários começaram a ser avisados sobre os novos termos e mudanças nas políticas de privacidade no WhatsApp. O que mais chamou atenção nas alterações, que devem entrar em vigor em 8 de fevereiro, é a ideia do compartilhamento de informações com o Facebook. 

Aceitar os termos é obrigatório — isso se o usuário ainda quiser usar o mensageiro. Caso isso não aconteça, a empresa afirma que, após a data estipulada, a conta dos usuários será suspensa, e só retornará ao clicar em concordar com as alterações. 

No entanto, essa obrigatoriedade e a ideia de ter as informações compartilhadas com outra plataforma – mesmo que, como destaca a empresa, apenas em funções como o carrinho de compras em bate-papos com lojas – pode assustar algumas pessoas.

Para ajudar com isso, separamos alguns aplicativos de conversa para quem não deseja compartilhar seus dados com o Facebook – ou simplesmente não queiram aceitar os novos termos. Confira!

Alternativas ao WhatsApp

Signal 

Signal oferece sistema que protege as mensagens dos usuários. Foto: Divulgação

Atualmente, o Signal é considerado um dos mensageiros mais seguros disponíveis. Isso porque, com a ajuda de um sistema próprio, o app é capaz de comprovar a identidade dos participantes da conversa. Por meio de uma ferramenta que gera um código único – que deve ser enviado por outro meio, como e-mail, por exemplo. Com isso, apenas o real destinatário da conversa pode acessar o conteúdo. 

Sendo uma opção gratuita, o Signal traz chamadas de voz/vídeo em HD, opções avançadas para a edição de imagens e até a possibilidade de personalizar os alertas para cada um de seus contatos. 

Quem precisa utilizá-lo no PC, também gostará de saber que o Signal tem versões para Windows, Mac e Linux, que podem ser baixadas por meio de seu site oficial
Wire 

Wire pode ser integrado com softwares corporativos. Foto: Divulgação

O Wire também tem como foco a privacidade de dados. O software oferece contas pessoais, recursos de mensagens criptografadas e segurança. Há também a opção de integrar o aplicativo a sistemas e serviços corporativos.

Librem Chat 

Librem permite criar uma conta apenas com o endereço de e-mail. Foto: Divulgação

Apesar de ser a opção com menos recursos disponíveis da lista – isso se compararmos com o Telegram, por exemplo -, o Librem Chat também é uma opção a ser considerada, já que também possui criptografia de ponta a ponta em suas conversas. 

Aqui, os usuários criam uma conta usando seu endereço de e-mail e, a partir disso, podem conversar por texto ou chamadas de vídeo e de voz. 

Telegram 

Telegram é uma das alternativas mais famosas disponíveis atualmente. Foto: Divulgação

O Telegram também é bastante popular entre os utilizadores de mensageiros. A principal novidade do app é a possibilidade de criação de canais para envio de conteúdo e outros recursos exclusivos. 

Para os adeptos de vários dispositivos, vale lembrar que o Telegram já possui um sistema de login em vários aparelhos. 

Threema 

Apesar de pago, o Threema promete alta segurança. Foto: Divulgação

O Threema, segundo a própria empresa, é um mensageiro especializado em privacidade e que não exige números de telefone para que uma conta seja verificada. Com isso, os usuários têm mais privacidade, principalmente em relação à identidade e dados demográficos. Os utilizadores podem criar um nome de usuário exclusivo, que contém oito dígitos, e pode ser compartilhado por QR Code. 

Wickr.Me 

App não armazena mensagens ou senhas dos usuários. Foto: Divulgação

O Wickr.Me oferece, assim como os anteriores, possibilidade de enviar mensagens pessoas e fazer chamadas de voz com foco em privacidade de dados. Os usuários também podem enviar mensagens que desparecem ou definir um limite para que toda a conversa desapareça. Além disso, o Wickr não armazena mensagens ou senhas no aplicativo. 

Viber 

Viber oferece sistema para conversa multiplataforma. Foto: Divulgação

O Viber é uma opção para quem gosta de participar de grandes grupos. Isso porque, há a possibilidade de criação de conversas com até 250 pessoas. Além disso, o app oferece uma funcionalidade bastante fácil e intuitiva para esconder conversas. 

Aqui, também está presente a opção multiplataforma. A empresa promete que os usuários podem participar de conversas mesmo que não estejam com seu telefone. Isso pode ser feito por outros aparelhos em que a conta estiver logada, como tablets e computadores. 

Kik 

Kik permite criar grupos usando apenas hashtags. Foto: Divulgação

O grande destaque do Kik é a possibilidade de criar uma conta sem a necessidade de informar um número de telefone. A ideia é dar mais segurança para que os usuários consigam conversar sem a necessidade de compartilhar seu número. Além disso, é possível criar grupos com até 50 pessoas usando apenas hashtags.

Fonte: Olha Digital 

02/12/2020

Vídeo: Luzilândia registra chuva de granizo na tarde desta terça



O município de Luzilândia, a 234 km ao Norte de Teresina, registrou chuva de granizo na tarde desta terça-feira (1). Moradores registraram o fenômeno que viralizou nas redes sociais. Segundo o professor de Climatologia da Universidade Estadual do Piauí, Werton Costa, só na tarde de hoje a precipitação chegou a 31,6 mm. No acumulado de todo o dia, a chuva no município registrou 64 mm.

"A precipitação de granizo no estado do Piauí, ela está sempre associada a um sistema de baixa pressão em altos níveis, ou seja, um sistema de baixa pressão no limite da troposfera, que é a camada mais alta da nossa atmosfera", explica o professor.

Segundo ele, dentro do sistema atmosférico de baixa pressão ocorre o Vcan (Vórtice Ciclônico de altos níveis), que provoca chuva nas cidades que estão em sua borda.

"É um fenômeno muito interessante. Foi o Vcan que manteve a chuva afastada de Teresina durante todos esses dias, porque ele gira no sentido horário e ele tem uma tendência a manter todas as cidades que estão dentro dele, com condição de tempo firme, e em todas as cidades que estão na borda, nos limites do Vcan, podem ocorrer trovoadas, temporais rápidos, pancadas, até com chuva de granizo", explica.

Ainda de acordo com o professor, os Vcans aceleram o processo de convecção, ou seja, o processo de formação na nuvem. 

"Como essas nuvens se formam muito rápido, elas crescem de forma muito rápida, elas têm uma tendência a congelar sua parte superior. São as nuvens Cumulonimbus ou nuvens de temporal. Essas nuvens são formadas da parte inferior, que é líquida, e a parte superior que é sólida, então a tendência e formação de granizo é muito comum quando a atuação de Vcans", finalizou.


Hérlon Moraes
herlonmoraes@cidadeverde.com

26/11/2020

Operadoras de médio porte ultrapassam Vivo e Claro em acessos

No acumulado de 2020, operadoras como Brisanet e Algar Telecom tiveram mais de 770 acessos até agosto, número é maior que o da Claro, Vivo e Oi 

Imagem: Pixabay

Que as operadoras de médio porte, como Brisanet Internet, Copel Telecom, Vero Internet e Algar, estão vivendo um boom em expansão territorial, todo mundo sabe, não é mesmo? Óbvio que esse avanço pelo interior do país e regiões mais afastadas iria impactar positivamente os números das operadoras no ano de 2020 que, não por acaso, as pessoas passaram muito mais tempo online do que nos anos anteriores. 

O aumento significativo dos acessos à internet via banda larga fixa pelas 14 operadoras mais competitivas do mercado foi sentida pela Agência Nacional de Telecomunicações e demonstrada por meio de gráficos pela empresa Teleco. Segundo os dados divulgados, em 2019, o número de operadoras que ultrapassavam a marca dos 100 mil acessos eram de apenas 12. O ranking não leva em consideração os acessos da Claro, Vivo e Oi. 

A líder é a mineira Algar Telecom, que só esse ano já somou 686 mil acessos, quase 100 mil a mais que a Brisanet, que somou 528 mil acessos até agosto. Aparecem também no gráfico da Teleco as operadoras Vero, Copel, Sumicity, Unifique e Desktop Internet, todas com mais de 100 mil acessos. De acordo com os dados, as 14 operadoras concentram 33,0% dos 12,8 milhões de acessos à internet banda larga fixa feitos em 2020. 

Os números revelam que algumas das operadoras estão se consolidando ainda mais no mercado e reflete também às várias compras de operadoras menores que foram feitas por elas, como é o casa da Sumicity, que recentemente comprou a Mob Telecom, e a Vero Internet, que adquiriu a INB Telecom e a MKA e, consequentemente, levou para si os acessos das menores. Existem exceções, entretanto, como a Copel Telecom, que apesar de ter tido 296 mil acessos em 2020, apresentou uma adição líquida negativa de - 11 mil - diretamente ligada ao seu processo de venda que ainda não foi finalizado. 

A Teleco apontou também que um dos principais motivos para esse crescimento exponencial das operadoras médias foi migração quase que completa para a fibra óptica, carro-chefe da maioria das operadoras médias, a fibra é hoje a principal tecnologia de conexão de internet banda larga fixa do país. As 14 operadoras possuem juntas 8,6 milhões dos acessos via fibra até agosto de 2020, o que representa quase o triplo dos números da Vivo Fibra (3 milhões) e sete vezes mais dos acessos da Oi Fibra (1,9 mil). 

Com a chegada do 5G no Brasil, cuja a implantação já está em andamento tendo Claro, Vivo, TIM e Oi como as pioneiras, tudo indica que a briga pela liderança no segmento pelas operadoras de médio porte também será forte, elas já lideram a banda larga fixa no Brasil, será que enfrentaram de igual para igual as grandes operadoras no 5G também? Vamos aguardar!

180 mil chips da Vivo e da Claro são comprados pelo governo para aulas online

Chips serão entregues à alunos da rede pública estadual para acesso às plataformas educacionais


Imagem: Ilustrativas/web

O governo do estado do Piauí anunciou na última segunda-feira, dia 23 de novembro, a compra de 180 chips de celular com acesso à internet que serão distribuídos para alunos da rede pública do estado. O governador, Wellington Dias (PT), explicou durante o anúncio que o objetivo da aquisição é “auxiliar os estudantes durante a pandemia, oferecendo conectividade gratuita para o término do ano letivo de 2020 e ajudar também em 2021”.

A iniciativa, que é da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), pretende oferecer conexão 4G por 6 meses, para que, dessa forma, os alunos tenham a possibilidade de assistir às aulas remotas que estão sendo ministradas em plataformas de Ensino à Distância, como o Canal Educação, Pré-ENEM Seduc e o app iSEDUC Aluno. A empreitada do governo visa auxiliar os alunos, já que muitos locais do Piauí não possuem diversidade de empresas na cobertura de internet banda larga e, portanto, a conexão não é tão rápida. Para medir a velocidade da internet contratada, o Melhor Escolha, comparador de planos de telecomunicações, tem a ferramenta speed test.

Para que essa conectividade seja possível, o governo estadual adquiriu os 180 mil chips, sendo 140 mil da operadora Claro e os outros 40 mil da Vivo. No acordo fechado entre operadoras e governo, a franquia mensal será de 20 Giga. De acordo com Ellen Gera, secretário de Educação, Claro e Vivo foram as escolhidas pois possuem as duas maiores coberturas do estado do Piauí. 

Na solenidade, ainda foi anunciada que a Embratel, um dos braços da Claro Fibra, ajudará a Secretaria de Educação a gerir os dados dos chips, definindo as regras de uso das linhas adquiridas pelo governo, como quais sites e aplicativos podem ser acessados, de forma que os cartões SIMs da Claro e da Vivo sejam utilizados apenas para fins educacionais. De acordo com o governo estadual, cerca de 86% dos alunos da rede estadual de educação estão tendo aulas de forma remota, desde o início da pandemia já foram disponibilizadas 9.300 aulas online para os 195.750 estudantes.
 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Translate

Anuncio google

Racing