05/07/2018

Polícia Civil do Piauí deflagra operação em três estados por estelionato na internet



Balanço parcial aponta que 20 pessoas foram presas suspeitas de integrar a quadrilha interestadual especializada em estelionato e outros crimes através de uma plataforma digital de compra e venda de produtos e serviços. O delegado geral de Polícia Civil do Piauí, Riedel Batista, explica que o golpe envolvia compra de veículos pela internet. 


"As prisões foram efetuadas no Paraná, Mato Grosso e ainda temos 35 buscas e apreensões que estão em andamento. A operação foi desencadeada devido a uma investigação com vítimas do Piauí que tentavam comprar veículos pela internet e foram ludibriadas. Pessoas do Mato Grosso e Paraná entravam em contato e conseguiam desviar o dinheiro das vítimas", explica o delegado. 

Riedel conta ainda que os valores desviados pela organização criminosa são altos. 

"Os valores são altos pois envolvia a comercialização de veículos de R$ 20, R$ 30 até R$ 100 mil. Essa quadrilha aplicou golpes não só no Piauí, mas em nove estados da federação", disse Batista acrescentando ainda que parte da quadrilha agia de dentro de presídios.

"O 'call center' funcionava dentro de um presídio em Cuibá em que elementos utilizando aparelhos celulares mantinham contatos com as vítimas", reitera.

A operação ainda está em andamento.
Uma operação, denominada de Call Center, foi deflagrada em Teresina e mais quatro cidades do Paraná e Mato Grosso para o cumprimento de 20 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão contra uma quadrilha interestadual suspeita de praticar estelionato e outros crimes através de uma plataforma digital de compra e venda de produtos e serviços. 

Os mandados estão sendo cumpridos em Cascavel – PR, Toledo – PR, Cuiabá – MT e Várzea Grande - MT. A operação da Polícia Civil do Piauí e da Diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí é coordenada pelo delegado Matheus Zanatta que preside o inquérito. 

O cumprimento dos mandados conta com apoio da Polícia Civil do Paraná, através da 15ª Subdivisão de Polícia de Cascavel – PR – Setor de Estelionato; da Polícia Civil do Mato Grosso, por meio do GOE – Grupo de Operações Especiais. 

As vítimas lesadas são dos estados do Pará, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul que foram identificadas pelas polícias civis destes estados.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Luiz de Moura Correa, da Central de Inquéritos de Teresina. Com o apoio do Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do Promotor de Justiça José Eduardo Carvalho Araújo, responsável pela 53ª Promotoria de Justiça de Teresina.

O Secretário de Segurança Pública, Cel. Rubens e o Delegado Geral de Polícia Civil, Riedel Batista, receberão a imprensa hoje (05), às 12h na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil para fornecer maiores detalhes da Operação. 



Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google