11/07/2018

Delegado fala sobre morte de dono de academia: "Crime violento"

Empresário foi morto na tarde de segunda (09) na zona Sul.

Marcelo Henrique Amorim, dono da academia Medley (Crédito: Arquivo Pessoal)

O delegado Robert Lavor, responsável pelo inquérito que apura o assassinato do proprietário da academia Medley, Marcelo Henrique Amorim, morto com tiro no rosto após reagir a um assalto na tarde de segunda-feira (09) na Avenida Gil Martins, zona Sul de Teresina, concedeu entrevista para o Agora da Rede Meio Norte, onde deu detalhes de como ocorreu o crime. 



“Foi repassado em relatório para a gente, que a vítima chegou, estacionou o carro no sentindo oposto da academia. Quando ele desceu do veículo, ele foi abordado por esse indivíduo que se aproximou a pé, aí esse indivíduo falou algo com ele [Marcelo], e não se sabe ainda se foi um assalto, nem o que ele [Marcelo] falou. Ocorreu tipo uma discussão, alguma coisa entre os dois, foi efetuado um disparo na vítima que ainda deu alguns passos no sentindo de pegar o acusado e acabou desfalecendo, ficou lá sem forças. O acusado pega o carro da vítima e empreende fuga", detalhou o delegado. 


Robert Lavor esclarece que as investigações vão precisar as circunstâncias de como ocorreu amorte do dono da academia Medley. "A gente investiga um crime de morte violenta. O delito, se foi homicídio ou latrocínio, as investigações vão dizer. O inquérito é instaurado justamente para dar a dinâmica, saber quem é autor e a motivação”, explicou. 

O suspeito fugiu com o carro de Marcelo, que foi encontrado em uma estrada vicinal no residencial Orgulho do Piauí, na zona Sul da Capital, completamente carbonizado. “A informação que nós temos é que o carro foi encontrado já incendiado, os peritos afirmam, preliminarmente, que se trata do carro da vítima”, acrescentou Robert Lavor. 

Veículo de proprietário de academia é encontrado incendiado (Crédito: Rede Meio Norte)

Testemunhas afirmam que o suspeito cometeu o crime a pé. Uma câmera de segurança de um estabelecimento próximo à academia registrou o suspeito de assassinar o empresário. Imagens de outros estabelecimentos localizados nas proximidades também estão sendo analisadas pela polícia. 

“Na data de hoje, terça-feira, nós estamos tentando pegar as imagens originais dos estabelecimento ali próximos. A priori a imagem de um indivíduo andando ali próximo bati com o que as testemunhas relatam, que andava um indivíduo pé, segurando uma mochila. A gente está tentando ter uma imagem melhor para poder divulgar, para ter a certeza que aquele ali é o autor do delito”, explicou. 

As buscas para tentar identificar e prender o acusado continuam. O clima de comoção e revolta marcou o velório do empresário Marcelo Henrique Amorim, na Capela da Polícia Militar, na zona Sul, na manhã de hoje. 

Academia Medley

O crime 
Marcelo Henrique Amorim foi atingido com um tiro no rosto por volta das 16h30 de segunda-feira (09) após suposta reação durante assalto no momento em que chegava ao seu estabelecimento, academia Medley, localizada na Avenida Gil Martins, zona Sul de Teresina. O criminoso, ainda não identificado, fugiu no carro da vítima que foi achado incendiado. 

Após ser alvejado, Marcelo Henrique foi levado no carro dos funcionários da academia Medley para o Hospital de Urgências de Teresina (HUT), mas não resistiu e morreu dentro do veículo sendo encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML).

Fonte: Portal Meio Norte 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google