02/06/2018

PF prende policial civil suspeito de facilitar sumiço de provas no Piauí

Ainda não há informações sobre as circunstâncias da prisão e nem sobre as declarações do policial no momento da prisão. A Polícia Civil informou que vai instaurar inquérito administrativo para apurar a conduta do servidor.

Polícia Federal fez prisões no Piauí e no Distrito Federal (Foto: Catarina Costa / G1)

A Polícia Federal informou que prendeu nessa sexta-feira (2) um policial civil do Piauí, na cidade de Piripiri, suspeito de envolvimento nos crimes investigados pela Operação Biditos, deflagrada em 8 de maio deste ano. Segundo a PF na época, o policial teria facilitado o sumiço de provas de uma delegacia.




A operação prendeu quinze membros de uma família, entre eles um vereador da cidade de Piripiri. Segundo a PF, os integrantes faziam parte de um vasto esquema de fraude a benefícios do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Pelo menos 320 contas fraudulentas foram identificadas pelos investigadores da Polícia Federal.

A investigação começou em outubro de 2017 após uma denúncia de que pessoas estariam sacando benefícios com documentos falsos em uma agência bancária da cidade. Uma mulher foi presa em flagrante portando vários cartões de benefícios e um celular, na época.

Com membros da quadrilha, PF do Piauí apreendeu dezenas de cartões (Foto: Kairo Amaral/TV Clube)

“Esse grupo estava com medo de fizessem uma perícia no celular dela e encontrassem outras fraudes deles, e um empresário, através de um contato dentro da Polícia Civil conseguiu trocar esse celular apreendido por outro e retirar os cartões”, comentou o delegado Lucimar na época sobre a participação do policial no esquema.

Segundo ele, o servidor da Polícia Civil de Piripiri ainda estava sendo investigado quando a operação foi deflagrada, por isso não foi preso junto com as outras pessoas. O empresário e a mulher, presa e liberada em outubro de 2017, foram presos no dia 8 de maio.

Ainda não há informações sobre as circunstâncias da prisão e nem sobre as declarações do policial no momento da prisão. A Polícia Civil informou que vai instaurar inquérito administrativo para apurar a conduta do servidor.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google