07/06/2018

Raimundo Neto, acusado de matar a própria esposa com 26 facadas se entrega a polícia


Delegacia de Luís Correia

No final da tarde dessa quarta-feira (06), o acusado de assassinar a própria esposa, à professora Selene Veras Roque com 26 facadas, se entregou para a Polícia Civil de Luís Correia. O crime bárbaro, aconteceu no último domingo (03), no povoado Lameiro, zona rural do município de Luís Correia. 


Delegado Maikon Kaestner

A Polícia Civil divulgou uma nota sobre o caso agora a noite. 




Veja a nota na íntegra 

A POLÍCIA CIVIL DE LUIS CORREIA, comandada pelo Delegado Maikon Kaestner, vem a público informar que após as primeiras informações colhidas, o acusado Raimundo Neto Pereira, se entregou no início da tarde do dia 06/6/2018, prestou depoimento e logo em seguida foi transferido para a Penitenciária Mista de Parnaíba, onde está à disposição da justiça. 

O acusado confessou o crime. Afirmou que o casal vinha discutindo muito e a vítima queria a separação, porém ele não aceitava se separar. O casal já havia se separado momentaneamente em outras oportunidades. No dia 3 de junho o acusado levou a vítima, pela manhã, até a pós-graduação e foi beber em um bar até que ela terminasse seu compromisso. Por volta do meio dia almoçaram na casa de parentes dela e no final da tarde retornaram para a casa no povoado Brejinho, em Luís Correia. No caminho continuaram a discutindo e, já em casa, a vítima pediu a separação novamente alegando não amar mais o acusado, momento em que ele pegou uma faca na cozinha e desferiu os golpes. 

O acusado alega não se lembrar totalmente dos fatos e que quando percebeu já havia matado a companheira. Logo em seguida, saiu da casa desorientado e no dia seguinte procurou um advogado para se entregar. 

A Polícia Militar, comandada pelo Major Palhano localizou no dia 4 de junho o veículo utilizado na fuga, apresentando o carro que já foi encaminhado para a Perícia. 

Todos os envolvidos na fuga, serão indicados também. 

Por fim, a Polícia Civil pede para que as mulheres não tenham medo de denúnciar as agressões e façam valer os seus direitos resguardados pela Lei Maria da Penha (11.340). 

A Polícia Civil pede que a população continue ajudando com informações que possam auxiliar nas investigações de crimes ocorridos em toda região através das denúncias anônimas realizadas no formulário de denúncias da Delegacia Regional de Parnaíba que pode ser acessado no seguinte link: bit.ly/denunciapcphb.

Professora foi morta com 26 facadas no litoral do Piauí (Foto: Reprodução/Facebook)

Da redação do Portal PHB em Nota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google