24/05/2018

Defesa do suspeito de assassinar Aretha Dantas faz petição de insanidade mental


Cabeleireira foi morta por não aceitar fim do relacionamento 

Após confessar ter assassinado a facadas a cabeleireira Aretha Dantas, que depois foi atropelada, Paulo Alves dos Santos Neto quer literalmente se 'fazer de doido'.


Sua defesa apresentou ao inquérito uma petição de insanidade mental, para verificar se Paulo sofre algum transtorno psicológico.

Aretha teve um relacionamento com Paulo e os dois chegaram a morar juntos. Por causa das agressões, a cabeleireira se separou, mas ele fazia ameaças e constantemente a perseguia.

Ela foi encontrada morta no dia 15 de maio na Avenida Maranhão, Zona Sul de Teresina, e Paulo confessou o crime após ser preso.

Segundo a família de Aretha, a solicitação de verificação de insanidade mental é uma estratégia da defesa para diminuir a responsabilidade de Paulo no crime.

Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google