16/03/2018

Sem presidente no TJD, vice assume e inicia processo de nova composição do órgão

Lucimar Santos, atual vice, substituirá interinamente ex-presidente afastado, Luciano Benigno, e comandará pleito de escolha para novas cadeiras do Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí

Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (Foto: Josiel Martins )

O vice-presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI), Lucimar Santos, vai assumir interinamente a presidência do órgão para comandar o processo de novas eleições do tribunal. Com o procedimento, deve ser solucionado um impasse na esfera jurídica do futebol piauiense: julgamentos de casos do campeonato estadual estão parados. Isso porque, no momento, o TJD-PI está sem presidente, desde a saída de Leonardo Benigno, e procurador da Comissão Disciplinar, Fabrício Carvalho também deixou o cargo.


Auditores do TJD-PI têm reunião prevista para discutir o assunto. A data não está fechada, mas provavelmente acontecerá até segunda-feira, primeiro passo para a escolha do novo gestor do tribunal. Segundo Marcelo Pio, presidente da Comissão Disciplinar do órgão, o passo a passo da escolha do futuro presidente segue o estatuto e regras do tribunal.

- Estamos estabelecendo um prazo que deve ser definido sexta-feira ou até segunda-feira para discutirmos a respeito das novas eleições. O procedimento de indicação dos novos nomes para substituir o presidente e o procurador do TJD-PI acontece conforme indicações dos seus órgãos respectivamente. Contudo, iremos aguardar a escolha dessa data. Esperamos ter a resolução o quanto antes possível para dar sequência aos casos que estão parados por conta deste impasse – afirmou Marcelo Pio

Último julgamento realizado pelo órgão foi o Caso Garcês, em novembro de 2017 (Foto: Wenner Tito)

Com imbróglio na definição dos novos componentes do TJD-PI, casos relatados nas súmulas das partidas do Campeonato Piauiense seguem sem julgamento e se acumulam. Por exemplo, as ofensas de atletas do Parnahyba ao árbitro Diego Castro, no empate em 2 a 2 com o Piauí, e os xingamentos do presidente do Flamengo-PI ao árbitro Antônio Dib, no Rivengo do returno, e o uso de jogadores irregulares pelo Cori-Sabbá no estadual sub-19.

A ausência do TJD-PI será tema nesta sexta-feira de reunião na FFP. O último processo colocado em pauta pelo TJD-PI foi em novembro de 2017. Em 2018, mesmo com o estadual chegando ao fim da fase de classificação, nada foi pautado.

Marcelo Pio, presidente da comissão disciplinar explica momento do TJD-PI (Foto: Josiel Martins/GloboEsporte.com)

Fonte: GloboEsporte.com, Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google