10/03/2018

Parnahyba pega um jogo de suspensão por objetos lançados em duelo com o Coxa

STJD aplica pena em clube do litoral por indisciplina da torcida em partida da Copa do Brasil, em Teresina, e considera agressão entrada que rendeu cartão vermelho a volante Marcos Gasolina

Árbitro relata arremesso de objetos, e Parnahyba é punido com perda de um mando de campo pelo STJD (Foto: Arthur Ribeiro)

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou o processo que pedia punição ao Parnahyba e ao volante Marcos Gasolina por infrações cometidas no empate em 1 a 1 com o Coritiba pela primeira fase da Copa do Brasil. A suprema corte do esporte puniu o clube com perda de um mando de campo mais pagamento de multa de R$ 1 mil pelos arremessos de objetos da torcida descritos pelo árbitro goiano André Luiz de Freitas Castro. No mesmo confronto que eliminou o clube piauiense do torneio, Gasolina foi enquadrado no Artigo 254, § 1º, inciso II do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por agressão e pegou um jogo de gancho.


Julgado no processo Nº 007/2018, o Azulino tem até uma semana para efetuar o pagamento de multa. O cumprimento de mais uma perda de mando de campo deverá ser cumprida na próxima competição nacional disputada pelo clube.

A sessão realizada na sede do STJD, na quarta-feira, julgou o Parnahyba pela conduta da torcida no estádio Albertão, em Teresina. O Tubarão foi enquadrado no Art. 213 inciso III § 1º do CBJD. No julgamento, parte dos auditores foi unânime na fixação de um jogo de perda de mando de campo, mas divergiram em relação ao valor da multa.

Parnahyba x Coritiba (Foto: Renan Morais)

Com exceção do auditor relator Vanderson Maçullo, que pedia multa de R$ 600 sem a perda do mando de campo, os auditores Otacílio Araújo e Jurandir Ramos de Sousa, pediram R$ 2 mil e R$ 3 mil como multa, respectivamente, mas mantendo a perda de um mando de campo. Ao fim da sessão, o presidente Sérgio Leal Martinez anunciou a multa de R$ 1 mil, com perda de apenas um mando. Atuou em defesa do Parnahyba o advogado Isaac Chaficks.

Esta não é a primeira vez que o Parnahyba é punido no STJD por indisciplina da torcida. O Tubarão atuou contra o Coxa, em Teresina, justamente após o uso de sinalizadores de sua torcida no duelo com a Portuguesa na Copa do Brasil do ano passado. A pena imposta pelo tribunal forçou o clube a atuar a pelo menos 100km de distância do litoral piauiense.

Fonte: Globoesporte.com, Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google