15/02/2018

Cabo do Exército que atirou na Banda Bandida é indiciado por três crimes

Cabo Wanderson Fonseca 

O 1º Distrito Policial concluiu o inquérito que apurou um tiroteio na prévia carnavalesca Banda Bandida e indiciou o cabo do Exército Wanderson Lima Fonseca por três crimes. 


Wanderson foi indiciado por tentativa de homicídio, lesão corporal e porte ilegal de arma de fogo. Durante a festa, o cabo do Exército teria atirado e atingindo três foliões, dentre eles um identificado como Paulo, que foi internado em estado grave no Hospital de Urgência de Teresina. 

Em depoimento no dia que se apresentou à polícia, o cabo confessou ter atirado durante a festa carnavalesca e alegou legítima defesa. Wanderson disse que Paulo teria lhe agredido mais de uma vez.

O Gerente de Policiamento Metropolitano, delegado Lucy Keiko, disse que testemunhas foram ouvidas e confirmaram que Wanderson foi o autor dos disparos. O inquérito já foi remetido à Justiça. 

O delegado Lucy Keiko informou, ainda, que no interrogatório, Wanderson alegou que perdeu a arma usada no crime durante a fuga. “Ele não podia estar com arma naquele local”, ressalta o delegado. 

Um amigo de Wanderson, identificado como “Peixe”, também teria atirado durante a prévia de Carnaval, mas não foi indiciado. Segundo o delegado Lucy Keiko, não há “provas robustas” que sustentem sua prisão. 

Wanderson está preso preventivamente no 2º BEC respondendo pelos crimes quais foi denunciado. 

Izabella Pimentel
Com informações da TV Cidade Verde
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google