27/01/2018

Professora da escola 'Minos e Minas' relata desespero de criança que teria sido abusada


Uma professora da escola 'Minos e Minas', cujo dono e diretor foi preso nesta sexta-feira (26/01) suspeito de abusar de três alunas, comentou sobre o

desespero de uma das vítimas após um abuso que teria sofrido na instituição.

''Quando eu entrei em sala de aula, e tinha uma criança bastante desesperada, chorando se tremendo toda e eu fui perguntar o que estava acontecendo, se ela estava sentindo alguma dor, o que havia acontecido, e a criança com medo não falou de imediato, eu fiquei insistindo o que havia acontecido, 'me fale o que aconteceu o que você está sentindo' e ela dizendo que queria ir para casa, 'eu quero ir para casa', chorando e se tremendo bastante desesperada'', disse a professora em entrevista à TV Meio Norte.


''Devido eu insistir bastante, ela me relatou que tinha saído da sala de aula para pegar um caderno na mochila que se encontrava no corredor do banheiro e nesse exato momento o dono da escola, o diretor, encontrou com ela, empurrou ela na parede e quis beija-la a força na boca, ela exitou, não deixou mas ele permaneceu e ele só não continuou por que ouviu a voz da filha dele vindo em direção e ele pediu para a criança esperar e saiu primeiro para depois a criança sair, foi essa a orientação que ele deu a criança'', contou a mulher que prestou depoimento a polícia.

Esse caso teria dado início a denúncia, que aconteceu ainda no ano passado, e outras duas meninas relataram que também sofreram abusos do professor Antônio Monteiro Neto Filho, e foi preso em casa, localizada no bairro Ilhotas, onde também funciona a escola. Segundo relatos, o abusos aconteciam na própria instituição, que atende crianças de até 10 anos. 


Professor Monteiro Reprodução TV Meio Norte

Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google