19/01/2018

Mães denunciam que policial suspeito de agredir crianças nunca foi punido


As mães das três crianças agredidas no bairro Angelim, Zona Sul de Teresina, em outubro do ano passado, denunciam a impunidade que o caso ganhou. O suspeito é o policial sargento da Policia Militar Gilberto Carvalho, que ainda não foi oficialmente acusado pelo crime.


O motivo para o ato teria sido uma brincadeira que os meninos faziam e o policial não havia gostado. As mães dizem que as crianças tiveram que deitar no chão e foram agredidas com chutes e tiveram uma arma apontada para suas cabeças. Uma das mães diz que um tiro chegou a ser disparado na ação e que a capsula da bala foi apresentada à Corregedoria.

Em entrevista à TV Clube, a mãe de uma das crianças conta detalhes do momento em que viu o filho “Ele chegou aqui em casa com o pescoço vermelho, pois ele [o PM] tinha encostado o cano da arma quente”, disse Rosa Oliveira.
Reprodução TV Clube

Segundo Ivonilde Sousa, mãe da outra criança, os meninos foram jogando no chão e foram espancados. O Tribunal de Justiça do Piauí afirma que existe uma audiência marcada para o dia 30 de janeiro, mas sem previsão de conclusão do processo.

O policial continua trabalhando normalmente na corporação e as mães temem

que casos envolvendo policiais possam fazer mais vítimas, como o da menina Emily Caetano, de nove anos, assassinada durante uma abordagem policial. 

À TV Clube, a Polícia Militar informou que o caso segue sendo apurado e dentro do prazo legal. A reportagem não conseguiu contato com o policial ou sua defesa.

Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google