08/12/2017

Em visita ao Piauí, Ministro da Saúde anuncia investimentos de R$ 32 milhões

Recursos serão destinados para reforma de hospital, construção de centro e melhorias do Samu


O ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou novos recursos para o Piauí, nesta sexta-feira (08). Na cidade de Parnaíba, foram autorizados R$ 30 milhões para reforma e ampliação do Hospital Dirceu Arcoverde. Na mesma solenidade, foi anunciada a doação de um acelerador linear, equipamento de radioterapia para a Maternidade Marques Basto. Em Teresina, o ministro Ricardo Barros participou da ação Sexta sem Mosquito, no Parque Lagoas do Norte, como parte da mobilização nacional de combate ao Aedes. Ainda na capital do estado, Barros assinou convênio com a Fundação Municipal de Saúde de Teresina, que autoriza o repasse de R$ 2,62 milhões para a construção e compra de equipamentos do Centro de Atenção à Saúde da Mulher, no Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo. O ministro encerrou a agenda em reunião com prefeitos, gestores de saúde e autoridades locais, no auditório da Associação Piauiense dos Prefeitos Municipais do Piauí (APPM).

Durante a agenda, o ministro destacou a importância dos recursos para melhoria da qualidade do atendimento no estado do Piauí. Na ocasião, ele lembrou também da mobilização de combate ao mosquito Aedes aegypti. “Nesta Sexta-feira sem Mosquito, estamos fazendo ações para evitar que o mosquito continue avançando”, explicou o ministro, em visita ao Hospital Dirceu Arcoverde. O ministro ainda ressaltou que o sistema do Ministério está aberto para inserção da proposta para reforma do hospital Dirceu Arcoverde, sendo que os recursos estão disponíveis. “Cada etapa da obra é paga conforme a medição. Faremos o contrato por meio da Caixa Econômica e a agora é preciso aprovar o projeto, fazer licitação e começar o trabalho”, afirmou.



PARNAÍBA
No hospital Dirceu Arcoverde, o ministro visitou a agência transfusional, criada com recursos próprios, que vai estocar o sangue do hospital e duas salas cirúrgicas equipadas com mesa cirúrgica, carro anestésico e monitor. Foram investidos mais de R$ 500 mil na aquisição dos equipamentos, de recursos do Ministério da Saúde e tesouro estadual. O hospital Maternidade Marques Basto, que terá um acelerador linear a partir de recursos conveniados com o Ministério da Saúde, oferece assistência oncológica e é habilitado como Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON). A Maternidade Marques Basto e Hospital Infantil Dr. Mirócles Veras recebeu, em 2017, R$ 90.2 mil por ano de incentivo, na gestão do Ministro Barros.

TERESINA
O Centro Intregrado de Atenção à Saúde da Mulher vai se tornar um espaço de referência no atendimento à população feminina, oferecendo tratamentos e exames especializados. O novo Centro será anexo ao Centro Lineu Araújo, uma policlínica de gestão municipal e terá como público-alvo as mulheres a partir da adolescência (14 anos) até a terceira idade. O atendimento será feito por uma equipe multiprofissional, das áreas de ginecologia, mastologia, radiologia, ultrassom, entre outras. Serão ofertados serviços de prevenção e diagnóstico das principais doenças que acometem o público feminino, como câncer de mama e câncer de colo de útero. Haverá ainda um serviço voltado às mulheres no climatério (menopausa), fase da vida que requer acompanhamento em diversas áreas médicas.

SEXTA SEM MOSQUITO
As ações de combate ao mosquito transmissor da dengue, Zika e chikungunya serão intensificadas durante esta semana em todo o país. Nesta sexta-feira (08), acontece o Dia Nacional de Combate ao Aedes, de forma simultaneamente em diversas cidades do Brasil. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participa também da mobilização que acontece em Campina Grande (PB), neste sábado (08). Em outros estados também ocorrem ações, que serão comandadas por ministros de Estado e outros representantes dos ministérios, além de autoridades dos governos locais, agentes de saúde e toda a população. O objetivo é reforçar a conscientização sobre importância de eliminar os focos do mosquito, especialmente antes da chegada do verão, período mais favorável à proliferação do mosquito.


RECURSOS
O Piauí foi contemplado na gestão do ministro Ricardo Barros, em 2016 com R$ 94,34 milhões, sendo R$ 6,84 milhões para habilitar serviços/leitos que funcionavam sem contrapartida federal ou qualificar serviços com ampliação do custeio e R$ 87,5 milhões referentes a emendas parlamentares. Já em 2017, foram liberados até agora R$ 271,24 milhões, sendo R$ 7,76 milhões para custeio de serviços e R$ 263,48 milhões referentes a emendas parlamentares.Foram liberados ainda, em 2017, R$ 2,64 milhões para fortalecimento da Atenção Básica no estado, com a habilitação de 12 Núcleos de Apoio à Saúde da Família. O estado também recebeu 12 ambulâncias, ao custo de R$ 1,95 milhão e habilitação de 1 UPA 24 horas, no valor de R$1,2 milhão.

Fonte: Com informações da Assessoria, via 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google