11/12/2017

Congresso ignora recomendação do TCU e libera obras da Vila Olímpica de Parnaíba

A construção iniciou em junho de 2012 e foi interrompida em 2014 e desde então é um grande 'elefante branco'


A Vila Olímpica de Parnaíba poderia ter colocado o Piauí na rota da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, mas até hoje o projeto continua parado. A construção iniciou em junho de 2012 e oi interrompida em 2014 para aprimoramento no estudo de viabilidade técnica e econômica a pedido do Tribunal de Contas da União, após indícios de irregularidades, e desde então, está parada.

Mas a Comissão Mista do Orçamento (CMO), que apresenta o projeto para o orçamento federal em 2018, não quis nem saber das recomendações do TCU sobre paralisação de repasses e decidiu pela sua continuidade.


Ao todo o TCE emitiu cinco comendações de paralisação, além da Vila Olímpica de Parnaíba, está incluído a Usina Nuclear Angra 3, que inclusive é alvo de investigação da Polícia Federal, uma fábrica em Pernambuco, a BR-235 na Bahia e o Canal dos Sertões, em Alagoas.

Na época da paralisação, existiam dúvidas se o valor estimado da obra, de R$ 16,5 milhões, seria suficiente para a construção, dado que a obra ficou paralisada e existem várias erosões no terreno. Também não estaria claro como seria ressarcido R$ 1,4 milhão gasto na construção de um estádio de futebol que acabou excluído do projeto mais tarde.


"Não ficou claro ainda para o ministro [relator no TCU] se esses recursos serão devolvidos, se não serão devolvidos. Então é uma providência que está a cargo aí do Ministério do Esporte informar ao TCU. O que fazer com esses recursos que foram repassados para o projeto do estádio de futebol?", questionou o então secretário de fiscalização de infraestrutura do TCU, Tribunal de Contas da União, José Ulisses Vasconcelos.

Em maio deste ano, a Procuradoria Geral do Estado havia aprovado o projeto de construção da Vila Olímpica de Parnaíba, que será executada pelo Governo do Estado através da Fundação dos Esportes do Piauí (FUNDESPI)

Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google