09/11/2017

Parnahyba recebe veto de suspensão da final como "normal" e aguarda fim de caso

STJD nega pedido azulino de paralisação da Copa Piauí, e clube do litoral aposta fichas no julgamento. Presidente adianta que resultado na suprema corte dará fim ao Caso Garcês 

 
Batista Filho, presidente do Parnahyba (Foto: Arthur Ribeiro/GloboEsporte.com ) 

A decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva que negou ao Parnahyba a paralisação preventiva das finais da Copa Piauí não surpreendeu os dirigentes azulinos. Solicitada pelo clube do litoral, a medida cautelar foi protocolada na Federação de Futebol do Piauí (FFP), no início da semana, e negada pelo STJD nessa quarta. Apesar da negativa, o presidente do Tubarão, Batista Filho, disse que vai aguardar o julgamento na suprema corte e adiantou que, em caso de derrota última instância, deve encerrar a novela que puniu o Tubarão por uso de um jogador de 17 anos na Copa Piauí. O Azulino foi punido com a exclusão do torneio nas duas instâncias do TJD-PI. 

- Como essa coisa era só pedindo a suspensão dos jogos, vejo isso como normal. O julgamento vai acontecer e estamos apenas aguardando. Se perdemos lá, não vamos para a justiça comum – garantiu o presidente azulino. 

No despacho, o presidente do STJD, Ronaldo Botelho Piacente, negou o pedido de suspensão automática entendendo que a paralisação causará danos a competição sub-21 e, independente do resultado do julgamento na Suprema Corte, a disputa deve continuar. Piacente adiantou ainda que caso o Tubarão tenha êxito no caso, caberá a FFP anular os jogos e reagendar novas datas.
 
Presidente do Parnahyba garante que decisão do STJD decretará fim de Caso Garcês (Foto: Renan Morais) 

- Nós vamos bater na mesma tecla, mas também vamos levantar outras teses para garantir a vitória. Além do Dr. Miguel estamos contratando outro advogado para agilizar o julgamento - finalizou.

O pedido de suspensão das finais do Piauiense sub-21 foi solicitado pelo Parnahyba após o clube ser penalizado em todas as instâncias locais com exclusão da Copa Piauí e pagamento de multa no valor de R$ 1mil. O Tubarão escalou o atacante Felipe Garcês de 17 anos e infringiu, no entendimento dos auditores do TJD-PI, o regulamento específico do torneio. O regimento da Copa só permite atletas nascidos entre 1996 e 1999. O jogador azulino é de 2000. 

Alheios à batalha do Parnahyba na Justiça, 4 de Julho e River-PI se prepararam para o jogo de volta da Copa Piauí, às 19h de sábado, na Arena Ytacoatiara, em Piripiri. O Colorado venceu o Galo no jogo de ida por 4 a 0 e pode perder por até quatro gols de diferença para se sagrar campeão. O vencedor da Copa Piauí garante vaga na Série D 2018.

Fonte: Globoesporte.com, Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta