10/11/2017

Juiz determina transferência de acusado de matar namorada para presídio estadual

José Ricardo da Silva Neto estava preso no 2° Batalhão de Engenharia e Construção (BEC). Ex-tenente é acusado de feminicídio e duas tentativas de homicídio. 

 
Ilana e Iarla Lima estava juntas quando o crime aconteceu. (Foto: Ilana Lima/ Arquivo Pessoal) 

O juiz da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Antônio Reis de Jesus Nollêto, aceitou o pedido da Advogacia Geral da União (AGU) e determinou a transferência do ex-tenente do Exército Brasileiro, José Ricardo da Silva Neto, para a Casa de Detenção Provisória de Altos. Acusado de matar a namorada Iarla Lima e de tentar matar outras duas mulheres, o ex-tenente estava preso no 2° Batalhão de Engenharia e Construção (BEC), em Teresina. 

Na decisão o juiz destacou que por não estar mais vinculado às Forças Armadas não deveria estar no 2° BEC. "José Ricardo da Silva Neto não se encontra mais vinculado às Forças Armadas, por ter sido excluído do serviço ativo do Exército Brasileiro. Dessa forma, o denunciado desprende-se das prerrogativas concedidas aos militares, e consequentemente não pode mais permanecer custodiado naquela comunidade". 

A ação foi encaminhada pelo advogado da Advocacia Geral da União (AGU) no Piauí, Francisco de Almeida, na última segunda-feira (6) propondo a remoção do 2° BEC para um presídio estadual enquanto responde ao processo criminal pelo feminicídio contra a estudante Iarla Lima. Em junho o juiz Airton Rosal Falcão Júnior, determinou a prisão preventiva de Jose Ricardo da Silva Neto pela morte da estudante e duas tentativas de homicídio. 

Contudo, por ser militar, Jose Ricardo da Silva Neto ficou preso no 2° BEC. Mas, ao perder a patente do Exército Brasileiro o ex-tenente deveria ser transferido para um presídio estadual. À época o Exército Brasileiro informou que o processo administrativo para apurar a conduta do militar foi finalizado e que o resultado foi a não prorrogação do tempo de serviço militar do tenente. 

O homicídio aconteceu no dia 19 de junho, no bairro Santa Isabel, zona Leste de Teresina. A morte aconteceu quando o tenente sacou a arma matando a namorada, que estava no banco do passageiro. O ex-tenente foi denunciado por homicídio triplamente qualificado e por tentativa de homicídio contra outras duas jovens que também estavam no

Fonte: G1 PI 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta