13/11/2017

Família pede R$ 950 mil após morte em Parque de Exposição no Piauí

O assassinato aconteceu I Exposição Agropecuária de Joca Marques (ExpoJoca), no dia 7 de agosto deste ano.

Foto: Divulgação/ PolíciaCivil
Valdeci se apresentou na delegacia de Luzilândia
Valdeci se apresentou na delegacia de Luzilândia

O juiz Nauro Thomaz de Carvalho, da Comarca de Luzilândia, determinou que no dia 12 de dezembro, às 14h20, seja realizada uma audiência de mediação e conciliação após Ana Márcia Sabino da Silva Alves ingressar com uma Ação de Indenização por Danos Morais no valor de R$ 950 mil contra Valdeci Ximenes de Aguiar, que é ex-segurança da secretária Janainna Marques e acusado pelo assassinato de Jorge Luís da Silva Carvalho.

O assassinato aconteceu I Exposição Agropecuária de Joca Marques (ExpoJoca), no dia 7 de agosto deste ano, por isso a família da vítima pede uma indenização para o acusado, mas também consta como réus o Governo do Estado do Piauí, a Prefeitura de Joca Marques e o Parque de Exposição Janaina Marques, responsáveis pela realização do evento onde ocorreu o crime.

A ação foi impetrada no dia 18 de setembro na Comarca de Luzilândia. Em decisão do dia 16 de outubro, o juiz Nauro Carvalho deferiu o pedido de assistência judiciária gratuita para Ana Márcia Sabino e ainda decidiu receber a ação, marcando a realização de uma audiência de conciliação e mediação para que as partes possam tentar chegar a um acordo.

“Ficam as partes cientes e advertidas de que o comparecimento acompanhado de advogados é obrigatório e que a ausência injustificada caracteriza ato atentatório à dignidade da justiça a ser sancionado com multa de até dois por cento da vantagem econômica pretendida ou do valor da causa”, explicou o juiz em sua decisão.

O crime
Valdeci Ximenes de Aguiar, mais conhecido como "Valdeci das Fruteiras”, foi contratado para trabalhar como segurança na feira agropecuária que estava sendo realizada no Parque de Vaquejadas Janainna Marques. O acusado era segurança da deputada Janainna Marques, que atualmente ocupa a Secretaria da Infraestrutura.

Jorge Luis foi assassinado com um tiro por Valdeci. O acusado só foi preso no dia 9 de agosto, após se entregar. Durante o depoimento, Valdeci informou que o disparo ocorreu acidentalmente, quando havia sido solicitado que Jorge Luís entregasse uma faca que estava em sua posse.

Fonte: GP1/Por BÁRBARA RODRIGUES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta