01/11/2017

Amigos e familiares de estudante assassinada pedem justiça durante missa

Missa e sepultamento acontecem em cemitério da Zona Leste e as pessoas presentes pediram justiça. Namorado, que é capitão da PM, é o suspeito. 

 
Amigos e familiares se despedem da estudante (Foto: Junior Feitosa/G1) 

A família e os amigos da estudante Camilla Abreu, 21 anos, se emocionaram e demonstraram revolta durante missa de corpo presente que aconteceu na manhã desta quarta-feira (1º), no cemitério São Judas Tadeu, na Zona Leste de Teresina. O pai, Jean Carlos, pediu que o autor do crime seja punido. O corpo chegou ao local às 10h e foi recebido por gritos com pedidos de justiça. 

O avô de Camilla, Carlito Abreu, foi um dos mais abalados durante a despedida. Ele disse em voz alta que o que aconteceu era uma injustiça e que não tinha mais forças. O pai falou ao G1 antes do início da celebração religiosa. Ele declarou que espera que o suspeito do crime, o namorado de Camilla, um capitão da polícia militar de 35 anos, seja expulso da corporação. 

 
Avô estava abalado e disse que não tinha mais forças (Foto: Junior Feitosa/G1) 

"Esperamos que esse rapaz no mínimo perca a farda, ele não merece usar uma farda da gloriosa polícia militar do Piauí. Isso é um bandido, merece ir para a casa de Custódia, não ficar em quartel", declarou.

Ele disse ainda que nunca gostou do homem e que havia tentado fazer com que a filha terminasse o namoro. Amigos relataram que o homem era agressivo com a jovem e havia chegado a agredi-la. O pai contou ainda que uma vizinha disse à família ter presenciado agressões na porta de casa. 

 
Dezenas de amigos e familiares foram ao cemitério São Judas Tadeu (Foto: Junior Feitosa/G1) 

"Na hora que coloquei o olho nele pela primeira vez não fui com a cara dele e a adverti diversas vezes. A coisa que eu mais tinha raiva era quando ele ia no meu salão ali na avenida Nossa Senhora de Fátima, eu não cobrava porque ela pedia e eu achava que ele cuidava bem da minha filha. É um sentimento de revolta que a gente sente", falou. 

Após a missa, as pessoas presentes fizeram cânticos e um terço foi rezado pelos presentes. Palmas e momentos de emoção marcaram o momento prévio ao sepultamento.

 
Amigos se emocionaram e pediram justiça (Foto: Junior Feitosa/G1) 

Fonte: G1 PI 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta