31/10/2017

Vigia tem casebre invadido e é morto a tiros em Parnaíba

A vítima ainda correu por cerca de 200 metros, mas caiu sem vida.


O vigia José Maria Lima dos Santos, de aproximadamente 35 anos, foi executado a tiros na noite dessa segunda-feira (30/10) no bairro Floriópolis, em Parnaíba, no litoral do Piauí. Segundo a polícia, o homem estava em um casebre na rua Miguel Nascimento (antiga projetada 223), onde residia, quando foi surpreendido pelos disparos de arma de fogo.

Após ser baleado, José Maria ainda correu por quase 200 metros e caiu na rua Dr. Francisco das Chagas Vieira (antiga projetada 222), já sem vida. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a comparecer no local, mas nada pôde fazer. De acordo com a Perícia Criminal, pelo menos dois tiros atingiram a vítima, um deles transfixou.

O SAMU constatou o óbito. (Crédito: Kairo Amaral)

Guarnições da Polícia Militar realizaram diligências na região, porém ninguém foi preso. O delegado Eduardo Aquino, titular da Delegacia de Combate ao Homicídio em Parnaíba, também compareceu a cena do crime e colheu informações com moradores. Segundo ele, o vigia já havia sido ameaçado de morte.

“Os moradores informam que há algum tempo um homem que se dizia proprietário do terreno onde o José Maria morava chegou a proferir ameaças de morte contra a vítima. Há relatos também que os acusados estavam em um carro preto. Tudo isso será analisado e com a ajuda de câmeras de segurança da região iremos desvendar mais esse homicídio na cidade”, disse Eduardo Aquino.


Dezenas de pessoas acompanhavam o trabalho da perícia. (Crédito: Kairo Amaral)

O perito criminal Chanxerlley Brandão refez o trajeto que a vítima percorreu antes de cair morta. Segundo ele, nenhuma cápsula foi encontrada no local, o que pode evidenciar que a arma utilizada no crime era um revólver.


Casebre de apenas um cômodo onde o vigia morava. (Crédito: Kairo Amaral)

Perito criminal Chanxerlley Brandão registrando os vestígios. (Crédito: Kairo Amaral)

Delegado Eduardo Aquino, responsável pela investigação. (Crédito: Kairo Amaral)

Fonte: Portal MN/Por Kairo Amaral

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta