21/10/2017

Suspeito de participação em latrocínio de empresário é preso no Piauí

Detido seria responsável pelo transporte dos homens no assalto que terminou em morte.

Valdeon Honório Gomes de Sousa foi preso pela Delegacia de Homicídios (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Um homem foi preso, nesta sexta-feira (20), no bairro Santo Antônio, localizado na Zona Sul de Teresina. De acordo com a Delegacia de Homicídios, ele é suspeito de participar do latrocínio do empresário Edwar Pereira da Silva como o responsável pelo transporte de um dos assaltantes.

Segundo o coordenador da Delegacia de Homicídios, o delegado Francisco da Costa, Barêtta, o homem identificado como Valdeon Honório Gomes de Sousa era o último suspeito que faltava ser preso. “Ele foi quem levou e depois deu fuga para os outros praticarem o assalto, que terminou como latrocínio”, informou Barêtta.

A primeira prisão foi a de Rodrigo Gomes da Silva no dia 12 de agosto. Ele foi preso no Promorar, bairro vizinho ao que o crime aconteceu. Conforme a polícia, Valdeon e Rodrigo participaram do crime conduzindo as motocicletas que transportaram a dupla que adentrou o comércio da vítima.

O segundo suspeito, Luís André Evangelista de Santana, foi preso no dia 4 de outubro após troca de tiros com a polícia em Parnarama, no Maranhão. Ele foi baleado na perna e levado para o hospital. Ele é o suspeito de efetuar o disparo contra o comerciante.

Coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Barêtta (Foto: Lucas Marreiros / G1)

O terceiro suspeito, Paulo Henrique de Jesus, foi preso no dia 11 de outubro. Ele é suspeito de ter entrado no comércio e participado do assalto, junto com o autor do tiro no peito que matou o comerciante no dia 10 de agosto.

Comerciante foi morto após dar todo o dinheiro do caixa
Edwar Pereira da Silva foi assassinado após entregar todo o dinheiro do caixa. Segundo a Polícia Militar (PM), o comerciante teria se assustado e agido de uma forma que levou os criminosos a acreditarem que ele iria reagir ao assalto.

Ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu ao ferimento e morreu. “Sabemos que algumas pessoas colocaram o comerciante em um táxi e levaram ao hospital, mas já teria chegado sem vida e o corpo foi levado ao Instituto de Medicina Legal ainda no táxi”, contou o tenente Gomes do 6º Batalhão da PM.

Fonte: G1/PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta