01/10/2017

PM prende quadrilha que teria deixado cidades do Piauí sem sinal de celular


Nesta sexta-feira (29/09), policiais militares da Força Tática de Paulistana receberam uma determinação do comandante do 20º BPM, Major Felipe, para efetuar uma abordagem a um veículo modelo Sonata, da Hyundai, com placa de Feira de Santana, na Bahia, que estava circulando pela cidade.

A polícia realizou a abordagem nas proximidades do retorno que dá acesso ao Centro do município. Em momento de vistoria foi feita a busca veicular e pessoal dos ocupantes do veículo sendo eles: Lesley Augusto Conceição, de 39 anos, natural de Feira de Santana, na Bahia e com passagem na polícia por receptação e tortura; Arles Santos de Queiroz, de 24 anos, natural de Camaçari, na Bahia e com passagem por receptação e homicídio; Maicon Francisco Oliveira, de 25 anos, natural de Camaçari, na Bahia, com passagem por homicídio e receptação e Elson Santos Junior, de 22 anos, natural de Capim Grosso, na Bahia.

No porta-malas do veículo foram encontrados quatro retificadores de corrente elétrica, dois transmissores de rede de microondas, dois conversores de dados 2G/3G, alicates de diversos modelos para cortar qualquer tipo de cadeado e ferramentas.


De acordo com a polícia, o material encontrado é utilizado pelas empresas de telefonia móvel em suas torres de transmissão, sendo que a região estava sem sinal de celular, o que corroborou com a suspeita da origem ilícita de todo material encontrado.


Os policiais conduziram os mesmos para a delegacia e entraram em contato com a Polícia Militar da Bahia, que relataram que os acusados já tem envolvimento em vários delitos de mesma natureza na região.

Ao indagar, separadamente, os ocupantes do veículo, os mesmos entraram em contradição repetidas vezes, não restando aos indivíduos outra saída senão a confessarem a real origem dos equipamentos. Segundo eles, os aparelhos foram furtados das bases das torres das cidades de Alegrete, Padre Marcos, Alagoinha, Geminiano e Jacobina, todas no Piauí. O bando ainda contava com informações privilegiadas sobre a localização das cidades e tipo do material encontrado em seus alvos, sendo encontrado no veículo uma lista contendo as coordenadas das cidades e qual tecnologia empregada na torre. Ao todo, estima-se que o equipamento está avaliado em R$30.000,00.

Diante da materialidade e indícios de autoria, os acusados, o veículo e todo material apreendido foram encaminhados para a 12ª DRPC de Paulistana para os procedimentos legais.


Fonte: 180

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta