05/10/2017

FFP protocola no TJD-PI denúncia contra Parnahyba por escalação de Garcês

Entidade pede para órgão analisar situação do atacante azulino, que tem idade inferior ao determinado no regulamento da Copa Piauí. Documento está na procuradoria do tribunal

FFP denuncia escalação irregular de jogador do Parnahyba 

A Federação de Futebol do Piauí (FFP) encaminhou à procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do estado (TJD-PI) a notícia de infração contra o Parnahyba pela suposta escalação irregular do atacante Felipe Garcês. No documento protocolado no órgão, a entidade afirma que o atleta "não estaria qualificado para participar da competição". Garcês, de 17 anos, não poderia atuar no torneio sub-21. O regulamento do campeonato limitou a inscrição de atletas nascidos entre 96 a 99. Garcês jogou quatro partidas, e segundo a FFP, um problema no sistema não identificou a idade inferior do atleta, liberando o jogador a atuar na competição. 

A FFP solicita à procuradoria a apuração do caso e verificação da possibilidade de punição, que pode tirar o Parnahyba da final da Copa Piauí. O azulino tem 14 pontos - se punido, perderia 12. A federação pede rapidez na solução da situação por causa da decisão do torneio, agendada para os dias 12 e 19 de outubro. 

Nas mãos do procurador Fabrício Carvalho, a notícia de infração será avaliada nos próximos dias. Há duas possibilidades após o fim da análise da procuradoria: denúncia levada à comissão disciplinar para análise dos auditores do TJD-PI, onde seria marcada uma data de julgamento, ou ser arquivada. 

 
Procurador do TJD-PI, Fabrício Carvalho (Foto: Josiel Martins) 

O que diz a FFP? 
O erro da escalação de Garcês foi percebido após questionamento do River-PI na FFP, depois da vitória sobre o Parnahyba por 2 a 0. Somente jogadores nascidos entre os anos de 1996 a 1999 deveriam ser escalados no campeonato. Contudo, o atacante do Parnahyba atuou em quatro jogos do returno, fez gol e o erro só foi percebido depois de 20 dias da sua inscrição do BID. Felipe nasceu em 2000.

 
Cesarino Oliveira, presidente da FFP (Foto: Arthur Ribeiro/GloboEsporte.com ) 

Garcês estava irregular desde o primeiro jogo do returno. Porque ele atuou 4 jogos? 
O presidente da Federação de Futebol do estado (FFP), Cesarino Oliveira, explicou que houve um problema no sistema que avalia os registros dos atletas, falha responsável por não conseguir checar se os jogadores tinham idade mínima de 18 anos para participar da Copa Piauí. Isso permitiu a escalação de Garcês e de jogadores de outros clubes. O sistema só detectava se o atleta tinha idade acima de 21 anos. Ou seja, a falha no sistema liberou a escalação de jogadores abaixo da idade estabelecida no regulamento. 

Cesarino ressaltou que a inscrição é de responsabilidade do clube. E o regulamento é claro, sendo a limitação da idade (a partir de 18 anos) foi um pedido dos times participantes da Copa Piauí.

 
Felipe Garcês, atacante do Parnahyba (Foto: Blog do Jonys) 

Como o Parnahyba se defende? 
Batista Filho, presidente do Tubarão, esclareceu que o clube não pode ser punido com a perda de pontos na Copa Piauí. Ele afirma que a escalação do atacante Felipe Garcês, de 17 anos, é liberado pela CBF e Fifa. Por isso, a entrada do jogador foi legal. 

Tabela da Copa Piauí pode mudar? 
Caso punido, o Parnahyba deixaria a final e seria eliminado do torneio, perdendo a possibilidade de disputar uma vaga na Série D do Campeonato Brasileiro. O River-PI seria o principal beneficiado, entrando na zona de classificação no clugar do Tubarão.

Fonte: GloboEsporte.com, Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Anuncio google