07/09/2017

Duas barragens secam e quatro estão prestes a ficar sem água no Piauí

Levantamento foi divulgado pelo Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS).

Inácio Mascarenhas (Crédito: Efrém Ribeiro)

Duas barragens do Piauí secaram e quatro estão prestes a ficar sem água, aponta levantamento divulgado pelo Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS). O coordenador adjunto e chefe da Equipe Técnica do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), Inácio Mascarenhas, afirmou que o açude de Cajazeiras,em Pio IX,que tem capacidade de armazenamento de 24,7 milhões de metros cúbicos, secou.

Ele informou que a barragem Barreiras, do município de Fronteiras, que tem a capacidade de armazenamento de 52 milhões de metros cúbicos também secou, pois tem apenas 1,4% de sua capacidade.

Segundo Inácio Mascarenhas, o açude de Piaus,em São Julião, tem capacidade de armazenamento de 104,509 milhões de metros cúbicos, mas está com apenas 4,31% de sua capacidade e; a Barragem Petrônio Portella, em São Raimundo Nonato, tem capacidade para armazenar 181,248 milhões de metros cúbicos de água, mas só tem armazenados apenas 5,52% de sua capacidade.

O açude de Joana, em Pedro II, tem uma capacidade de armazenamento de 10,670 milhões da metros cúbicos, mas só tem 800 mil metros cúbicos de água,7,5% e;a barragem de Estreito, em Padre Marcos, tem capacidade para 23,884 milhões de metros cúbicos ,7,54% do total.

“Os açudes do Piauí estão em estado crítico. O açude Cajazeiras está seco, seco, zerado, mesma situação do açude de Barreiras, que está com 1% de sua capacidade de armazenamento”, adiantou Inácio Mascarenhas.

O Piauí tem 25 barragens e açudes geridos pelo DNOCS, que têm capacidade para armazenamento de 1,765 bilhão de metros cúbicos de água, mas que tem apenas 805,084 milhões de metros cúbicos de água,45,61% de sua capacidade, informou o engenheiro Francisco Ribeiro, do Setor de Recursos Hídricos do DNOCS n Piauí.

Ele afirmou que os peixes que estavam sendo em criatórios em tanques-redes nos açudes e barragens piauienses foram retirados ou morreram. Ele informou que todos os açudes e barragens com menos de 20% de sua capacidade de armazenamento estão em situação crítica.

“A Barragem Petrônio Portella está com 5% de sua capacidade e abastece de águas as populações de São Raimundo Nonato, Bonfim do Piauí, e está praticante sem água. Agora, temos que esperar as novas chuvas para que as águas voltem a ser acumuladas nos açudes e barragens e devem voltar a partir re outubro”, falou Inácio Mascarenhas.

Fonte: Portal Meio Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta