02/08/2017

Serra da Capivara recebe festival de ópera

Parque nacional reúne diversidade de espécies e sítios arqueológicos com as pinturas rupestres mais antigas da América do Sul

Local foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio 
Cultural da Humanidade. Diego Campos/MTur
Conhecido pela riqueza da fauna e flora locais, além dos mais de mil sítios arqueológicos com os registros rupestres mais antigos da América do Sul, o Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí, recebeu uma atração diferente: Ópera da Serra da Capivara.

No último fim de semana, a ópera atraiu mais de mil espectadores por noite com o espetáculo "Ancestral". Para favorecer a acústica dos instrumentos, o grupo se apresentou no anfiteatro da Pedra Furada, que recebeu dezenas de músicos, cantores e bailarinos para a encenação ao ar livre.

Chega-se ao local por Teresina, distante 530 quilômetros de São Raimundo Nonato, e também a partir de Petrolina (PE), localizada a 300 quilômetros do parque. O aeroporto de São Raimundo Nonato recebe dois voos semanais, partindo de Teresina.

O parque
Escavações arqueológicas revelaram esqueletos pré-históricos, além de objetos ancestrais e fogueiras que teriam sido manipulados pelo homem, no sertão do Piauí, há pelo menos 128 mil anos.

Todo o acervo fica guardado no Museu do Homem Americano, em São Raimundo Nonato. Pela sua importância histórica e cultural, a Unesco reconheceu a Serra da Capivara como Patrimônio Cultural da Humanidade.

Em média, parque e museu recebem 25 mil visitantes por ano. Dos 1.354 sítios arqueológicos cadastrados, 173 são abertos à visitação. Deste total, 17 são acessíveis para cadeirantes e pessoas com dificuldade de locomoção. As visitas noturnas, previamente agendadas, em algumas trilhas, contam com iluminação especial.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta