01/08/2017

Em Luzilândia, governo" construir e servir" promove o maior evento cultural de todos os tempos!

O festival que cativou o público e trouxe o nome de Luzilândia para o calendário cultural


Em sua primeira edição, o Luzilândia Julina marcou as noites do sábado (29) e domingo (30), com um festival rico em cultura e voltado para o sertão nordestino, o evento que teve como tema “O sertão vai virar mar, e o mar vai virar sertão”, foi um marco para a história do município, e trouxe o nome de Luzilândia para o calendário cultural.


Com um cenário belíssimo, caracterizado pela típica realidade nordestina, com vegetação, casa decorada com objetos que transportavam muitas pessoas para o passado de volta sua infância, já que parte dos moradores de Luzilândia e até visitantes, alcançaram essa realidade de potes, fogareiros, panelas e copos de alumínio, e muitos dos outros objetos que compunham a decoração do ambiente causou no público uma certa nostalgia elogiada, que gerou elogios do público. Uma outra parte da decoração que atraiu olhares foi a capela de palha montada no centro da pracinha do ginásio, e também foi criado um pequeno lago que simbolizava parte do tema.


Os organizadores da festa acrescentaram muitos diferenciais, dando ao evento o brilho merecido, um deles foi a decoração, e também a compra dos materiais que priorizou os profissionais locais, que estiveram à frente da produção, essa é com certeza uma das marcas principais da atual gestão, valorizar os trabalhadores da cidade e oportunizá-los a expandir seus projetos.

Primeiro dia de Luzilândia Julina
O evento que começou no sábado (29/07), teve em sua abertura a exibição de um vídeo mostrando imagens dos festivais realizados nas escolas do município durante todo o mês de junho, junto com essas imagens trechos de músicas e poemas que em suma falavam do nordeste e do sertão.

O prefeito Ronaldo Gomes, foi bem enfático quando disse que, esse foi apenas o primeiro Luzilândia Julina de outros que virão. Parabenizou todos os responsáveis pela realização e o empenho das secretarias envolvidas.


No primeiro dia, as participações foram para mostrarem as diversas danças e suas quadrilhas, não houve competição, só apresentações de forma bem diversificada, apresentação de uma quadrilha bem humorada que arrancou gargalhadas do público com apresentações encenadas, participação dos idosos do Centro de convivências, danças portuguesas locais e do estado do Maranhão, além de outras danças culturais que tematizaram através de enredos voltados para a natureza, e a presença de um boi, todas elas abrilhantaram ainda mais a noite e deram ao festival uma marca já registrada.

Após as apresentações, os shows musicais levaram o público ao tablado, primeiro ao som do cantor Willey Gomes e em seguida o cantor local Wernesty Oliveira que animou o evento até o nascer do sol.

Segundo dia
O domingo (30/07), foi o último dia de evento, com apresentação de uma dança portuguesa, e competições das quadrilhas juninas do Piauí e Maranhão. Foi também onde a magia e a tradição das belas coreografias estiveram presentes.

Apesar de alguns contratempos, a permanência do público para a apreciação de cada quadrilha junina foi um ponto alto na noite de ontem, pois a cultura dos festivais juninos é uma grande paixão de muitos luzilandenses, e também de moradores de cidades vizinhas.


A cada junina que se apresentava o público se dividia quanto a grandeza e beleza apresentada, tanto nos figurinos quanto na forma de dançar, todas com seus temas e suas particularidades fecharam o evento deixando no público uma vontade de replay.

E ao final da competição a campeã da noite que foi avaliada pela componente do grupo Reboque de cultura e estudante de direito, Júlia Ribeiro, pelo jornalista e radialista da rádio Assembleia Anchieta Cardoso, pela Assistente Social Betina Barros e pela também Assistente Social Danyelle Baptista, que formavam a mesa de júri, elegeram como a merecedora do título de melhor quadrilha junina a Luar do Sertão da cidade de Esperantina, deixando como vice-campeã a junina de Mesmo nome Luar do Sertão de Teresina e em terceiro lugar, a quadrilha Levanta a poeira de Magalhães de Almeida.

A noite foi encerrada com show da banda Cavalo de Pau e Forró Talismã, que novamente só deixou o palco depois do amanhecer do dia.

E SOBRE O EVENTO
O coordenador de Cultura Jhon Lima diz “o Luzilândia Julina é um dos palcos culturais de nossa cidade, da gestão do Governo Construir e Servir, um evento que reuniu grupos culturais do Piauí e Maranhão, e proporcionou ao público luzilandense e amigos vizinhos das cidades, um contato com a cultura do povo brasileiro. Esse primeiro ano ocorreu o diálogo do mar com o sertão, o sertão vai virar mar e o mar vai virar sertão.

Jhon Lima, também enfatizou a importância de todas as secretarias na realização do evento para o desenvolvimento econômico do município, tendo em vista a atuação dos ambulantes, no processo de geração de renda, isso também na parte da decoração que adquirida na zona rural e os outros produtos que foram comprados no comércio local.

“Os desafios foram muitos, um deles foi o tempo, mas com o envolvimento de todas as secretarias e departamentos isso somou para que o evento desse certo. Uma peça fundamental para o sucesso do evento foi o apoio incansável da primeira dama Socorrinha, que vestiu a camisa. Não tínhamos hora, manhã, tarde, noite de madrugada, estávamos sempre a postos” afirmou o coordenador quando perguntado sobre os desafios de realizar o evento”. Ele finalizou destacando que esse ano foi o ano da experiência que os supostos erros servem como aprendizado para acertar nos próximos, e ressalta que virão edições do evento com outras temáticas.

A jurada Júlia Ribeiro, falou das quadrilhas, da importância do evento, que atrai um público que aprecia as apresentações, enalteceu as juninas que se apresentaram com temas diversificados como fé, religiosidade, seca. Também elogiou a ornamentação que foi inovadora, destacou a interação e o entusiasmo do público com a decoração. E parabenizou a organização do evento, dizendo que foi lindo.

A secretária de Educação Socorro Meireles, destacou que o evento marcou Luzilândia, e que vai continuar se empenhando para junto com todos do Governo realizarem outros eventos que além de levar o nome de Luzilândia para outros Estados, também tragam desenvolvimento ao município.

Fotos:


Veja + fotos AQUI

Fotos: Jota B. Damasceno , Valéria Paiva e Cássio Sousa
Ascom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta