07/07/2017

Mostra de Cinema em cartaz na Amazônia das Artes



A programação cultural do final de semana traz Mostra de Cinema dentro do maior programa de intercâmbio de produções culturais da região Norte – a Mostra Sesc Amazônia das Artes, que acontece de 30 de junho a 12 de julho, em Teresina. A Mostra de Cinema é aberta ao público e tem com entrada 1 kg de alimento não perecível que será doado ao programa Mesa Brasil Sesc.

Na sua 10ª edição, a Mostra traz filmes produzidos nos estados das Amazônia Legal. Os filmes serão exibidos neste sábado, a partir das 16h na sala Torquato Neto, no Clube dos Diários, em Teresina. Em cartaz sete curtas produzidos por diretores de cinema, pesquisadores e estudantes dos estados do Piauí, Maranhão, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Mato Grosso. 

O Piauí está representado pelo documentário “Deixa a Chuva Cair”, 26 min. O filme trata sobre o histórico conflito entre gangues na região do Promorar, na periferia de Teresina.

A ideia do filme é trazer reflexões olhar para a cidade e propor a discussão sobre a violência. “Temos a ideia de uma cidade calma, tranquila, mas que na verdade não é. Existe o conflito de gangues e muita violência sim. Mas também existem jovens interessados em superar essa situação”, Juscelino Ribeiro, produtor do curta. 

O documentário foi lançado produzido no final de 2015 e lançado no circuito de festivais em janeiro 2016. Conquistou três prêmios no Encontro de Cinema dos Sertões, em Floriano em 2016 e ficou em 2º lugar no Festival Indie Gathering, nos Estados Unidos. Este ano foi exibido na Cinemateca Brasileira em São Paulo.

FILMES DA MOSTRA DE CINEMA

Deixa a chuva cair (PI)
Na última década, um histórico conflito entre gangues tem se agravado, comprometendo seriamente o futuro de uma juventude inteira da região do Promorar, zona Sul de Teresina.

Banho de cavalo (RO)
Banho de cavalo é sucessão de micronarrativas poéticas sobre uma árvore (castanheira), uma Amazônia, corpos e sujeitos como invenções de determinados pensamentos hiperbolizado na região.

No interior da minha mãe (MA)
 Uma viagem para a cidade do interior, onde minha mãe nasceu.

Deixa a chuva cair (PI)
Na última década, um histórico conflito entre gangues tem se agravado, comprometendo seriamente o futuro de uma juventude inteira da região do Promorar, zona Sul de Teresina.

Encantes – histórias de Laranjal do Maracá (AP)
Seu Raimundão guarda as memórias do trabalho que fez nas cavernas, transportando as urnas que tinham a “estatura de um cristão”. Sabá lembra que quando era criança via muitas “tigelas” na mata, mas não sabia o valor que aquilo tinha. Dona Santina fala do dono do “Buracão” e dos encantos de um lugar “misurento”.   As histórias, memórias e lendas, a vida da comunidade Laranjal do Maracá, no Sul do Amapá.

Gritos da noite (AM)
Na Amazônia, a força de espíritos ancestrais está impregnada na floresta. Quando três adolescentes decidem fazer um passeio de fim de semana no sítio de seus avós, nem mesmo a presença de um manteiro experiente da região poderá ajudar a enfrentar os perigos dessa noite.

Meu rio Vermelho (MT)
O curta metragem realça as histórias de personagens com diferentes culturas que foram encontradas ao longo das correntezas do Rio Vermelho, no Sul de Mato Grosso.

Pedaços de pássaros (PA)
O pássaro com metáfora das relações do homem no mundo contemporâneo. Fragmentos, pedaços da vida cotidiana abordados poeticamente. “Pedaços de pássaros”.

Assessoria de Comunicação 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta