08/06/2017

'Testemunhas foram fundamentais para elucidar o caso', diz juiz sobre julgamento de menores

Três adolescentes são suspeitos de assassinato e estupro coletivo em Uruçuí, Sul do Piauí. 

 
Juiz Rodrigo Tolentino falou sobre audiência de instrução (Foto: Júnior Feitosa/G1 PI) 

O juiz Rodrigo Tolentino avaliou como fundamental os depoimentos das testemunhas para elucidação do caso, em que três menores são suspeitos de estuprar uma adolescente grávida e o degolar o seu namorado durante tentativa de assalto. A audiência de instrução foi realizada nesta quinta-feira (8), no Complexo de Defesa da Cidadania, na Zona Sul de Teresina. 

"Todos os depoimentos foram importantes. Ouvimos as testemunhas, que trouxeram novas informações e aspectos para a elucidação do caso. Como o processo ocorre em segredo de justiça, não posso informar o que foi citado e quem são estas pessoas", comentou o juiz. 

Conforme o magistrado, a sentença dos menores deve sair antes do fim do prazo do julgamento, que encerra na próxima quarta-feira (14). Para a decisão, ele afirmou que aguarda apenas a apresentação das delagações finais pelos defensores públicos, mas a pendência não atrapalha o andamento do processo. 

 
Adolescentes suspeitos de assassinato e estupro coletivo são ouvidos em audiência (Foto: Júnior Feitosa/G1) 

"Na sequência, eu vou proferir a sentença, analisando todas as situações que nos foram apresentadas. Sou vou me manifestar depois dela publicada, para evitar um pré-julgamento do processo", acrescentou o juiz. 

Além das testemunhas, três menores suspeitos do crime, o Conselho Tutelar, a defesa e a vítima foram ouvidas. 

O crime 
No dia 2 de maio, três adolescentes foram apreendidos suspeitos de degolar o jovem Flaviano Marinho da Silva,19 anos, jogar o corpo dele no rio e estuprar a sua namorada de 15 anos, grávida de seis meses. Segundo o delegado Everton Ferrer, da Gerência de Polícia do Interior (GPI), os suspeitos confessaram os crimes e relataram para a polícia detalhes da barbárie. 

Em depoimento, os menores disseram que primeiro estupraram a garota, degolaram o namorado na frente dela e em seguida jogaram o corpo do rapaz no rio. Um dos suspeitos revelou ter feito vídeos degolando o rapaz. Eles estão internados em área isolada e celas diferentes no Centro de Educação Masculino (CEM), na Zona Norte de Teresina.

Fonte: G1 PI 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta