21/06/2017

Saiba como usar a nota do Enem para entrar na universidade

Desempenho do estudante no exame pode garantir vaga em instituições renomadas de ensino, além de bolsas de estudo e financiamento estudantil

Com o desempenho no exame, vagas podem ser 
pleiteadas por meio do Prouni e do Sisu, por exemplo
Divulgação/MEC
O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a porta de entrada para estudantes que querem cursar o ensino superior em uma universidade pública ou em uma instituição de ensino particular. O mesmo vale para cursos técnicos voltados a alunos que já concluíram o ensino médio.

Por meio da nota no exame, o estudante pode pleitear vagas em instituições públicas ou conseguir bolsas de estudo integrais e parciais em faculdades particulares, além do financiamento de mensalidades. 

A edição de 2017 do Exame Nacional do Ensino Médio teve mais de 7,6 milhões de inscrições. Neste ano, ao contrário das provas de edições anteriores, que ocorriam em um único fim de semana (no sábado e no domingo), o Enem será aplicado em dois domingos, nos dias 5 e 12 de novembro. Entre os beneficiados com a mudança estão os candidatos sabatistas, integrantes de religiões que guardam o sábado.

Confira abaixo alguns programas do governo federal por meio dos quais, com a nota do Enem, o estudante pode ingressar no ensino superior ou técnico.

Sisu
O acesso ao ensino superior gratuito e de qualidade em universidades e instituições públicas de ensino superior também pode ser obtido por meio do Enem. A nota do exame é critério de classificação para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Por meio do Sisu, instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Enem. Estudantes que fizeram o exame e não zeraram a redação podem se inscrever.

Prouni
Uma das opções para ingressar em um curso de ensino superior em instituições particulares é o Programa Universidade para Todos (Prouni), do Ministério da Educação. O Prouni oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50% de desconto) a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior. Os descontos valem para cursos de graduação e cursos sequenciais de formação específica.

Podem se inscrever candidatos sem diploma de curso superior que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com no mínimo 450 pontos na média das notas e que não tenham zerado a redação.

Fies
Outra opção, válida também para cursos de ensino superior de instituições particulares, é contratar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Por meio do programa, o MEC financia mensalidades de cursos superiores presenciais não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.

Os estudantes são considerados aptos para contratação do Fies com base nos resultados do Enem. Assim como no caso do Prouni, eles não podem ter zerado a redação e devem alcançar pelo menos 450 pontos na prova.

Pronatec
Além dos cursos de graduação, o Enem pode ser garantia de formação técnica após a conclusão do ensino médio. O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) oferece cursos gratuitos em âmbito nacional.

Uma das modalidades oferecidas é a de cursos técnicos subsequentes, voltados para alunos que já concluíram o Ensino Médio. No Pronatec, esses cursos são ofertados por meio do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) para quem fez o Enem e não zerou a redação.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Educação, do Inep e da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta