21/06/2017

Mulher é morta a facadas pelo ex-companheiro no PI

A causa do assassinato teria sido ciúmes já que o ex não queria reatar o relacionamento


A frentista de posto de combustível Francisca Sousa, mais conhecida como "Nega", 24 anos, foi assassinada, na tarde de terça-feira (20), com cerca de 10 facadas, pelo ex-companheiro Quirino, no povoado Caboclo, no município de Caldeirão Grande (450 km de Teresina). Após a morte, o corpo de Francisca Sousa foi levado para realização de exame cadavérico no Hospital de Fronteiras, cidade que fica a 30 quilômetros do povoado Caboclo.

A Polícia Militar de Caldeirão Grande do Piauí informou que Francisca Sousa trabalhava de frentista e foi morta às 13h desta terça-feira em sua residência. Ela foi encontrada no lado do corredor da casa.

Segundo populares, ‘Quinino’ fugiu apenas de camiseta e roupa íntima, por uma estrada vicinal de acesso à BR 316. O mesmo conduzia uma motocicleta vermelha modelo Honda Pop 100.

O crime chocou a pequena cidade de Caldeirão Grande do Piauí e região.

O corpo de Francisca Sousa, após o exame cadavérico, será entregue à família para o velório e sepultamento.

O assassinato teria sido causado por ciúmes, já que Quirino não aceitava o fato de Francisca Sousa não querer mais reatar o relacionamento amoroso com ele.

Este é o segundo caso de feminicídio registrado em cerca de 24h no Piauí.

Fonte: Meio Norte







Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta