17/05/2017

Polícia monitora 80 pessoas e usará sensor para evitar fraude no concurso da PM


O secretário estadual de Segurança, Fábio Abreu, anunciou, nesta quarta-feira (17), medidas para evitar fraudes no concurso da Polícia Militar, que será realizado no próximo domingo (21). Dentre as ações para garantir a lisura do certame, a Polícia Civil, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), está monitorando uma média 80 pessoas propícias a fraudar concursos públicos. 

O secretário explicou ao Cidadeverde.com que estas pessoas não estão inscritas no concurso. Elas são integrantes de quadrilhas especializadas em fraudes de provas e atuam em todos os estados do Nordeste. 

"São pessoas que já fraudaram outros concursos no Piauí e depois foram soltas pela Justiça. Todas estão sendo monitoradas pelo Greco para evitar que elas ajam novamente", esclarece o secretário. 

Fábio Abreu ressalta,ainda, um novo mecanismo que será utilizado durante a aplicação das provas. Trata-se de um sensor que detecta radiofrequência entre pontos eletrônicos para evitar comunicação entre os fraudadores. O secretário também destaca que os candidatos estão terminantemente proibidos de levar celular para os locais de provas. 

Outra medida anunciada para evitar fraudes é a concentração de todos os concorrentes na Capital. No total são 90 locais de prova e haverá uma viatura da Polícia Militar e uma da Polícia Civil em cada posto de aplicação. 

Ao todo, 32 mil candidatos concorrem as 400 vagas previstas no edital. O concurso é promovido pela Núcleo de Concursos e Promoção de Eventos (Nucepe). 


Izabella Pimentel (especial para o cidadeverde.com)
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta