01/05/2017

104 anos sem presente: em aniversário, Tubarão se reúne com elenco sobre crise

Em data especial, nada de festa no Parnahyba. Clube contabiliza dívidas e aguarda socorro financeiro para quitar quase duas folhas salariais em aberto. Título estadual é salvação



O clube mais antigo do futebol piauiense completa neste 1º de maio 104 anos de história. A data especialíssima é motivo de festa, porém, não foi comemorada pelo Parnahyba. O Azulino vive mergulhado em uma crise, motivado pela falta de apoio financeiro na temporada. Sem dinheiro, chega ao seu aniversário com quase duas folhas salariais em atraso. Fora isso, uma dívida beirando os R$ 200 mil com fornecedores. Nesta segunda-feira, elenco, comissão técnica e diretoria conversaram sobre o assunto no CT Petrônio Portela. O clima nada festivo no momento contrastou com a data.

Além do atraso dos salários, o Parnahyba acabou eliminado ainda na fase classificatória do segundo turno depois do empate em 1 a 1 com o Flamengo-PI, resultado que deixou o clube na quinta colocação e fora das semifinais. A queda precoce só amargou a data de comemoração dos 104 anos.

- Não dá para comemorar, infelizmente. Triste pela desclassificação, pelo momento. Inadmissível, um clube de camisa como o Parnahyba, ficarmos fora. Não sei como falar. Nos reunimos pela manhã e disse (aos jogadores) que vamos resolver. Jogo limpo, não escondo. Fora os salários, temos dívidas com fornecedores, transporte e alimentação – comentou Batista Filho, presidente do Parnahyba.

Jogadores do Parnahyba na eliminação do time antes das semifinais (Foto: Renan Morais)

Para solucionar o impasse, o clube busca alternativas. Nesta semana, os dirigentes esperam uma reunião com representantes da prefeitura de Parnaíba, principal patrocinador do clube na outras temporadas, para definir qual forma de apoio financeiro pode ser concedido. Por enquanto, não há nada acertado. Em 2017, o Parnahyba recebeu duas parcelas de R$ 30 mil das cinco atrasadas relacionadas ao projeto de nota fiscal do ano passado do poder municipal.

Em campo, o Parnahyba vai ter um tempo. Fora das semifinais do returno, a equipe volta a jogar apenas no dia 14 de maio, data do jogo de ida da grande decisão do Piauiense. Campeão do turno, o Tubarão aguarda o adversário – River, Altos, 4 de Julho e Piauí duelam por essa vaga. A taça pode resgatar a alegria no litoral.

- O título estadual é uma salvação para gente. O fato de participar de competições nacionais nos traz certa tranquilidade para o próximo ano.

Campeão do primeiro turno, Parnahyba aguarda vencedor do segundo para duelo na grande final (Foto: Renan Morais)

Fonte: Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta