29/04/2017

Polícia registra quatro mortes em menos de 10 horas em Teresina

Mortes estão sendo investigadas pela Delegacia de Homicídios e não apresentam ligação entre si, diz delegado.

Delegado Francisco Costa, O Barêtta (Foto: Samantha Rodrigues/ G1)
Delegado Francisco Costa, O Barêtta (Foto: Samantha Rodrigues/ G1)

Quatro homicídios foram registrados pela Polícia Civil em Teresina em menos de 10 horas em Teresina. O primeiro caso foi por volta das 19h45 dessa quinta-feira (27), no Bairro Monte Verde, na Zona Norte, em que um adolescente de 14 anos foi morto e outro ficou baleado após uma suposta tentativa de assalto. O delegado Francisco Costa, o Baretta, relatou como ocorreram os casos.

“O adolescente morto e um comparsa teriam tentado assaltar um vigilante, que teria reagido e conseguiu acertar a dupla. Um deles, de 14 anos, morreu na hora, já o comparsa também adolescente foi encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina em estado grave”, contou.

A segunda morte ocorreu no Bairro Renascença, Zona Sudeste, região do Grande Dirceu. “Keyla Sabrina Campelo Barbosa, 26 anos, foi atingida quando estava sentada na porta da casa do namorado, que também foi baleado e sobreviveu”, contou.

A terceira ocorrência foi no Bairro Cidade Nova, Zona Sul da Capital. “Nesse caso apuramos que teria ocorrido uma discussão em um restaurante na Avenida Barão de Castelo Branco. Tudo está levando para o lado passional. O suspeito de efetuar os disparos foi preso em flagrante".

Já por volta de 4h30 desta sexta-feira (28), a vítima foi Hallyson Michaell da Silva Costa, assassinado no Conjunto Cidade Sul, bairro Santa Clara. “Dois amigos estavam andando de moto quando foram atingidos por disparos. Um deles morreu na hora, já o segundo foi ferido e socorrido ao HUT”, falou.

O delegado explicou quer as mortes estão sendo investigadas pela Delegacia de Homicídios e que nenhum apresenta ligação entre si.

Fonte: G1/PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta