09/03/2017

Ministro da Fazenda explica reforma da Previdência a deputados

Durante reunião com a bancada do PSD, Henrique Meirelles apresentou os principais dados da reforma e tirou dúvidas sobre o tema

Ministro explicou que uma reforma diluída, para não 
apresentar resistência, não funcionaria Gustavo Raniere/MF
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, apresentou a reforma da Previdência e tirou dúvidas sobre o tema durante uma reunião com a bancada do PSD na Câmara dos Deputados. No encontro, ele afirmou que uma reforma “muito diluída para não apresentar resistência, não resolve o problema”.

A primeira parte do encontro foi aberto à imprensa. Depois, o ministro e o secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, ficaram em reunião fechada com os deputados para responder dúvidas.

Meirelles argumentou que as despesas com benefícios previdenciários estão crescendo de forma insustentável. De acordo com os números apresentados por ele, em 1991 os gastos do governo com benefícios previdenciários correspondiam a 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB). Atualmente, esse percentual é de 8,1% e, se não houver reforma, chegará a 17,2% em 2060.

“Isso impacta no longo prazo porque os investidores olham as perspectivas. Se [eles] acharem que o estado vai ter problema de solvência, as pessoas começam a se preocupar em investir em títulos do governo, isso se chama risco Brasil, isso se chama subir as taxas de juros”, disse o ministro.

Rio de Janeiro
Ele ainda citou a situação fiscal do Rio de Janeiro, que terá que aumentar a contribuição previdenciária dos servidores públicos. “O que temos que fazer é evitar que o estado brasileiro chegue a essa situação que chegou o Rio de Janeiro”, disse.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta