13/03/2017

Casos de dengue diminuem 72% nos dois primeiros meses de 2017 no Piauí

Sesapi registrou 657 casos a menos nos primeiros meses deste ano. Redução é registrada quando comparada com o mesmo período de 2016.


Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue (Foto: Divulgação)

Dados do boletim da 9ª semana epidemiológica da secretaria de Saúde do Piauí(Sesapi) mostram que o número de casos de dengue registrados no estado diminuíram 72% nos primeiros meses de 2017 em comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2016 foram 905 casos prováveis contra 248 deste ano.

Além disso, não foi registrado nenhum caso grave de dengue no Piauí. Já no ano passado foram notificados sete pacientes graves e uma morte. Outro número positivo mostrado pelo boletim é a redução do número de cidades com notificação, que caiu de 82 (2016) para 40 (2017).

Teresina, Pedro II, Esperantina, Piripiri e Ribeiro Gonçalves são as cidades que registraram mais casos de dengue durante o período. Já os municípios que tiveram a maior incidência da doença por grupo de 100 mil habitantes são Ribeiro Gonçalves, Geminiano, Lago de São de Francisco e Milton Brandão.

Chikungunya, Zika e Microcefalia
Houve aumento no número de casos de febre chikungunya, que chegou neste ano a 49 registros neste ano contra 37 do ano passado. Houve pacientes com a doença em apenas sete cidade do Piauí, sendo que Teresina concentrou quase todos os casos (42). Não foi registrado nenhuma morte por chikungunya em 2017.

Sobre os casos de zika vírus, os dados mostram números semelhantes: seis em 2016 e sete neste ano.

Os dados da microcefalia são cumulativos desde 2015 e dão conta de 100 casos confirmados, sendo dois relacionados a infecção pelo zika vírus. No mesmo período foram descartados 90 casos, 13 permanecem em investigação com 14 mortes notificadas, oito confirmadas e seis descartadas.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta